Empresa e clube são notificados a desocuparem área pública na zona sul

Moradores da região e um grupo de sócios do Rio Preto Esporte Clube denunciam que “uma grande área, na zona sul da cidade, está sendo utilizada para uso particular por uma construtora e também como canteiro de obras.”

Ele admite o uso e diz que foi autorizado pelo Rio Preto que tem a concessão; Prefeitura notifica e manda desocupar

Moradores da região e um grupo de sócios do Rio Preto Esporte Clube denunciam que “uma grande área, na zona sul da cidade, está sendo utilizada para uso particular por uma construtora e também como canteiro de obras.”

Segundo informações do grupo “denunciariopretoec ec”, a área foi cercada para a construção de um estacionamento da academia Space, do Rio Preto Esporte Público e que o denunciariopretoec ec fez consultas nos arquivos da Prefeitura e da Câmara e não existe Lei ou decreto de cessão desta área.

No local, há uma caixa d’água do Semae.

O grupo informa ainda que “recentemente tapumes da Construtora Rio Mauá que incorporou o espaço ao seu empreendimento foram colocados em torno da área”. Informa também que a área fica na rua Serafim Correa Andrade, esquina com a rua Joaquim Manoel Pires.

Ainda segundo o grupo de denunciantes, os “moradores vizinhos ao empreendimento estão revoltados com a omissão do Poder Público.”

Prefeitura informou nesta quarta-feira em nota que fez a vistoria, comprovou a ocupação e notificou o Rio Preto Esporte Clube e a empresa a deixarem o local.

A Construtora

A pessoa indicada como proprietária da Construtora Rio Mauá, Sebastião Dias Filho, não negou o uso da área. Pelo contrário. Ao admitir, ele chamou os jornalistas de “vagabundos”.

Inicialmente educado, ele perguntou: “Eu estaria usando uma área pública?”, e acrescentou: “Aquela área está sob a concessão do Rio Preto Esporte Clube. O Rio Preto me autorizou temporariamente, por um período de 120 dias, em função da obra do lado, utilizar ela, simplesmente isso. É um período curto. É em função de uma escavação de uma obra que está sendo feito.”

Semae

Questionado sobre uma possível caixa d’água da autarquia na área indicada, o Semae aponta que ela fica nas proximidades e diz que “a área objeto da nota remetida se trata de imóvel sob os cuidados da Municipalidade. A instalação de dispositivo desta autarquia se presta ao atendimento de interesse público, mas não traz quitados qualquer responsabilidade ao SeMAE no que diz respeito à manutenção do terreno além dos cuidados do próprio reservatório. Assim, sobre o que trata o relato, não temos nada a tratar.”

A Prefeitura

A Secretaria de Obras informa que em vistoria realizada no local pelo setor de fiscalização foi constatada a existência de área pública com fechamento de alambrado, sendo que não pode precisar à época da instalação, porém visualmente foi constatado ser muito antigo.

Foi feita notificação ao Rio Preto Esporte Clube para a retirada do alambrado.

No tocante a utilização da área pela construtora, a mesma não está sendo utilizada para construção e sim para canteiro de obras.

 

Da REPORTAGEM