EM RIO PRETO: Deic tem prédio e delegados, mas aguarda concursados para funcionar

Foto: Cláudio Lahos

As adequações para o funcionamento do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) em Rio Preto estão em andamento. A previsão é de que tudo esteja apto para funcionamento entre 15 e 20 dias.

Após decreto do governador do Estado, João Doria, publicado no sábado, 22, foi decretada a criação do Deic, que vai atender 96 municípios da região de Rio Preto. As cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos e Sorocaba também vão ser sedes regionais no Estado e vão receber o Deic.

Dhoje Interior

Segundo o delegado Celso Reis Bento, que ficar responsável por comandar o Deic, a equipe de investigações vai ser composta por aproximadamente 60 funcionários. Atualmente, o delegado é responsável pelo Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter-5).

“Existe um déficit de funcionários em toda Seccional de polícia de Rio Preto e departamento, mas tem concurso público em andamento, inclusive a própria academia está formando vários investigadores, escrivães e agentes de comunicações, acredito que dá pra formar umas boas equipes após junho e julho, quando sair esse pessoal da academia”, ressaltou o delegado.

O novo órgão vai funcionar no prédio até então ocupado apnas pelas delegacias de Investigações Gerais (DIG) e de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), no Vale do Sol. Com a chegada da nova divisão, o Grupo de Operações Especiais (GOE) também vai funcionar dentro da estrutura do Deic.

Delegados

Vice-diretor do Deic – Fernando Tedde

Delegados da DIG – Ricardo Afonso Rodrigues (titular), Paulo Buchala Júnior e Wander Luciano Solgon

Combate ao crime organização/corrupção – Gustavo Gonçalves

Homicídios – Alceu Lima de Oliveira Júnior

Dise – Lincoln Oliveira

Central de polícia jurídica

O antigo prédio da Central de Flagrantes, que fica no Jardim América, está concluindo o processo de demolição.

No local, será construído a Central de Polícia Judiciária, que vai abrigar os distritos policiais, a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), a Delegacia do Idoso, o Núcleo Especial Criminal (Necrim) e a Delegacia Seccional.

De acordo com o delegado seccional de Rio Preto, Silas José dos Santos, ainda falta o fechamento do terreno para que o imóvel seja entregue para as obras do novo prédio.

“Precisamos trabalhar com o projeto, estamos trabalhando com estudos ainda e também esperando o projeto executivo da obra”, finalizou Silas.

Por Luciano Ramos