Eleitores de Mendonça voltam às urnas neste domingo para escolher novo prefeito

Os 4.384 eleitores inscritos em Mendonça terão que voltar às urnas neste domingo (3), para eleger o novo prefeito e vice-prefeito da cidade, em eleição suplementar.

A eleição suplementar acontece exatamente 11 meses depois das eleições de 2020, que teve de ser adiada após o Diretório Municipal do Partido Solidariedade ingressar com ação na Justiça impedindo a posse dos candidatos eleitos.

Dhoje Interior

O engenheiro Juliano Souza Oliveira (PSDB) tinha vencido a eleição ocorrida em 15 de novembro do ano passado, por 1932 votos (51,47%), contra 1.822 (38,53%) do candidato José Sérgio Pereira de Oliveira (SD).

A batalha jurídica travada entre os dois candidatos foi parar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e perdurou até o começo deste ano, quando manteve o impedimento dos vencedores do pleito de poder assumir a prefeitura.

Enquanto o TSE não concluía o processo, o presidente da Câmara, Hericson de Carvalho Lino, assumiu a prefeitura interinamente. “Foi uma grande experiência que eu não esperava. Fiz a minha campanha para vereador, mas, devido ao ocorrido assumi de cabeça erguida e tentando fazer o melhor pela cidade. Conseguimos trazer bastante recurso, mudamos a cara da cidade na questão da preocupação com o dinheiro público. Saio da Prefeitura deixando um saldo positivo de R$ 2,7 milhões de quando assumi o cargo e já paguei integral o 13º de todos os funcionários”, comenta Hericson.

Em relação à expectativa da população, Hericson explica que já era esperada essa nova eleição. “Como foi uma decisão da justiça, a população já estava esperando que fosse dessa forma”, conclui.

No mês passado, o Partido Solidariedade também ingressou com ação na Justiça e conseguiu impugnar a candidatura do ex-vereador José Pedro Fernandes Pinto a vice-prefeito pelo PSD. Em razão disso, José Pedro renunciou e em seu lugar entrou Moisés Kfouri Neto do DEM.

Locais de votação

Em Mendonça são dois locais de votação, com 13 seções, sendo sete seções na escola Nicota e outras seis seções na escola Antônio Alves.

O eleitor deve comparecer com o título de eleitor ou munido de algum documento oficial com fotografia.

Horário ampliado

O horário de votação foi ampliado, portanto, começará mais cedo, das 7h às 17h, com preferência para eleitores com 60 anos ou mais entre as 7h e 10h.

Deve ser observado o distanciamento social e é obrigatório o uso de máscara durante o tempo de permanência no local de votação. A identificação biométrica está dispensada.

Além de Mendonça, eleitores de outras 12 cidades paulistas também irão às urnas em 3 de outubro para eleger seus representantes em eleições suplementares. São elas: Angatuba, Anhembi, Cajati, Campina do Monte Alegre, Guaira, Itaoca, Mineiros do Tietê, Piacatu, Santo Antônio Jardim, São Lourenço da Serra e Trabiju.

 

Da REDAÇÃO