Edinho segue governador e mantém quarentena até dia 22

Edinho segue recomendação do Governo do Estado Foto_SMCS

O prefeito Edinho Araújo (MDB) vai seguir as recomendações do governo do Estado anunciadas no início da tarde desta segunda-feira, dia 6, pelo governador João Doria (PSDB) e vai manter a quarentena para o combate ao coronavírus (Covid-19) até dia 22 de abril.

Com isso as restrições de abertura de serviços considerados não essenciais continuam no município.

Dhoje Interior

Segundo o secretário de Saúde, Aldenis Borim, a curva de casos suspeitos e confirmados em nosso município é ascendente, com duas mortes confirmadas até agora e outros cinco óbitos em investigação.

“O isolamento social é apontado pelas autoridades de saúde nacionais e estrangeiras como a estratégia correta para conter a proliferação do coronavírus entre nós e salvar vidas”, afirmou o prefeito.

Um novo decreto vai ser publicado no Diário Oficial do Município (Jornal Dhoje) nesta terça-feira, 7.

O documento apenas prorroga o prazo do decreto 18.571/2020.

Estado – O governador João Doria (PSDB) decidiu prorrogar por mais 15 dias a quarentena em todos os 645 municípios de São Paulo, até o dia 22 de abril.

A decisão foi tomada após reunião com 15 médicos do Centro de Contingência do coronavírus, que apontaram que o contágio já chegou a cem cidades paulistas e mais de 400 hospitais públicos e privados.

Projeções apontam que prolongar o distanciamento social pode evitar mais de 160 mil mortes em todo o estado.

“A prorrogação da quarentena será feita por mais 15 dias, do dia 8 até o dia 22 de abril, em todo o estado e pelas razões que foram largamente expostas por cientistas, médicos e especialistas. Prefeitas e prefeitos terão o dever e a obrigação de seguir a orientação do Governo do Estado. Isto é constitucional, não é uma deliberação que pode ou não ser seguida”, afirmou Doria.

A decisão segue orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde), da Opas (Organização Pan-americana de Saúde), do Ministério da Saúde e do Centro de Contingência do coronavírus de São Paulo, formado por epidemiologistas, cientistas, pesquisadores, infectologistas e virologistas sob a coordenação do médico David Uip.

Conforme projeção do Instituto Butantan, centro de pesquisas biomédicas vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, a prorrogação da quarentena pode evitar 166 mil óbitos em São Paulo, além de 630 mil hospitalizações e 168 mil internações em UTIs.

A extensão da quarentena também é importante para que o Estado organize a rede pública de saúde ao número crescente de doentes.

Já foram ativados 1.524 novos leitos de UTI em hospitais estaduais, municipais e filantrópicos.

 Doria determina que prefeitos terão que manter comércios fechados

O governador João Doria (PSDB) cobrou a efetiva participação do todos os 645 prefeitos paulistas para não deixar o comércio não essencial funcionar em seus respectivos municípios durante este período crítico de quarentena contra o coronavírus que vai até inicialmente dia 22 de abril.

“Eles (prefeitos) tomando essa atitude protegerão os seus cidadãos”, alertou o governador.
Doria afirmou que independente do tamanho do município todos devem seguir a determinação e manter a quarentena. O objetivo é reduzir a crescente da curva de contaminação do Covid-19.

Por Sérgio SAMPAIO