Uso do “Caminhão Tempestade” para combater aglomerações avança na AL

"Caminhão Tempestade" é utilizado para coibir aglomerações e impor ordem pública (Foto: Divulgação).

O projeto de lei institui o “Programa Fluxo Zero” no estado de São Paulo avançou na Comissão de Segurança Assuntos Penitenciários da Assembleia Legislativa. A proposta é da deputada estadual Leticia Aguiar (PP), e caso aprovado em plenário, vai permitir a utilização de caminhão equipado com jato de água (conhecido como Caminhão Tempestade) visando dispersar aglomerações que importunem a paz e o sossego social.

Não são casos isolados, todo o estado de São Paulo sofre com a perturbação das festas clandestinas e “fluxos”, seja na periferia ou em bairros nobres. O Caminhão Tempestade possui um canhão de água que lança até 1,7 mil litros de água por minuto e tem alcance de até 30 metros, o veículo deve ser usado para dispersar grandes aglomerações.

A autora afirma que o objetivo é aprimorar e evitar aglomerações onde é realizado consumo e venda de álcool, drogas e exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Longe de ser uma manifestação cultural, os chamados “fluxos” causam aglomerações, provocam a desordem e reúne a juventude em meio às drogas, consumo de álcool e exploração sexual”.

Letícia afirma ainda que os chamados “fluxos” contam com a utilização de carros de som objetivando disfarçar as negociações clandestinas.

“Precisamos zelar pela vida e saúde das crianças e adolescentes paulistas, que diariamente são aliciados por criminosos, visando ganhar dinheiro e ampliação do mercado de substâncias entorpecentes”, disse a parlamentar.

O projeto que já havia recebido parecer favorável do Deputado Delegado Olim foi aprovado por decisão unânime dos deputados membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação  e da Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, agora seguirá para a Comissão de Finanças e Planejamento, última etapa antes de ir para votação em plenário.

Da Redação