De volta à Prefeitura de Ipiguá, Efraim quer rota alternativa para desviar trânsito do anel viário

O vice Maureli Belei (esq) junto com o novo prefeito Efraim Garcia (dir).

O candidato Efraim Garcia Lopes (DEM) foi eleito prefeito de Ipiguá para os próximos quatro anos. Ele recebeu 1.858 votos, o equivalente 56% dos votos válidos e se elegeu junto com seu vice Maureli Belei (PSD). Na disputa pela Prefeitura, ele superou o candidato Coca (PSDB), que teve 44% dos votos.

Efraim Garcia tem 61 anos e atua como professor de língua portuguesa no ensino médio da escola Francisco Purita em Ipiguá, onde leciona desde 1990. Na política, ele já foi vice-prefeito de Valter Sanches Feliciano de 2001 a 2004 e foi prefeito no município de 2009 a 2012.

Dhoje Interior

Em conversa com os moradores da cidade, Efraim relatou que a principal reivindicação dos munícipes é com relação ao anel viário. “A maioria das pessoas com quem eu conversei relatou que trânsito que vem do Anel Viário é muito grande e aumentou demais nos últimos anos. Com isso, vários caminhões saem da rodovia e atravessam direto pelo centro da cidade. Assim que assumir a Prefeitura, pretendendo retomar as conversas com o Governo do Estado para tentar a construção de uma rota alternativa para esses caminhões e desviar o trânsito da principal via de Ipiguá”, comentou.

O novo prefeito ainda falou sobre os demais projetos que pretende por em prática. “Temos um grande número de funcionários no poder público. Quero diminuir e utilizar o dinheiro para investir na educação e principalmente na saúde, que foi um dos principais apelos da população. Também pretende uma nova área no município para construirmos um distrito industrial para gerar empregos”, afirmou.

Vereadores

Em Ipiguá, dois vereadores da atual legislatura foram reeleitos para ficar mais quatro anos na Câmara Municipal: Renato Batatão (PSD) com 286 votos e José Augusto (DEM) com 203 votos.

Os novatos são: Cassiano (DEM) com 287 votos, Paulo Acácio (PSDB) com 209 votos, Eneas (SOLIDARIEDADE) com 160 votos, Jesus (DEM) com 152 votos, Roni (PSD) com 135 votos, Marcelo Pignatari (PSDB) com 130 votos e Donizete do Juvenil (PSDB) com 107 votos.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior