Data limite para declaração de Imposto de Renda é 31 de maio

O engenheiro, Marcos César passou a investir em outras modalidades e teve de recorrer à uma empresa especializada

Segundo a contadora Renata Pretti, que atua na área desde 2009, quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 ou isentos acima de R$ 40 mil, é obrigado a declarar.

Aqueles que operaram em bolsa de valores ou possuam bens e direitos acima de R$ 300 mil também estão obrigados. A especialista ainda acrescenta que, neste ano, viu crescer exponencialmente o número de trabalhadores que buscaram informações para fazerem suas declarações.  A data limite é 31 de maio.

Renata conta que, neste ano, muitas mudanças passaram a valer como a implementação do recebimento da restituição via pix e a reclassificação dos bens e direitos com inclusão de novos códigos, como por exemplo, os criptoativos.

“O primeiro passo é buscar ajuda de um contador pra definir se está obrigado à entrega da declaração e tomar conhecimento dos documentos necessários”, orienta.

Marcus Vinícius Cesar, engenheiro, diz que dominava o procedimento de suas declarações e começou fazendo sozinho, mas passou a recorrer a uma instituição competente para efetuar os processos.

“Comecei a investir em ações, fundo de investimentos e criptomoedas o que ficou mais complexo, e tive que recorrer a um escritório. Por mais que eu tente me programar a falta de tempo implica demais, é uma corrida contra o tempo”, informa.

A profissional ainda pontua a importância de se procurar uma organização especializada com antecedência, em função dos documentos. “É de extrema importância fazer o procedimento com calma. Mas vejo que já faz parte do brasileiro deixar para a última hora”, afirma.

Daniela MANZANI

A contadora Renata Pretti orienta que seus clientes se programem com antecedência para a organização dos documentos