Cursinho Alternativo fecha as portas após mais de 20 anos de história

O Cursinho Alternativo de Rio Preto anunciou em suas redes sociais neste domingo (28) que encerrou as atividades de forma definitiva. Criado em 1994 ainda dentro da Unesp/Ibilce, o Alternativo ganhou seu próprio espaço na Avenida Nossa Senhora da Paz em 1998, onde se consolidou como um dos mais tradicionais do município.

“Infelizmente o Cursinho Alternativo já estava passando por uma situação difícil desde 2019 com diminuição no número de alunos matriculados. Acredito que os recentes ataques que a educação pública vem sofrendo fizeram com que os estudantes perdessem o interesse em ingressar em uma universidade pública. A pandemia também nos obrigou a realizar algumas adaptações no qual assumimos dívidas e não nos deixou com outra opção a não ser fechar as portas”, afirmou a diretora e proprietária do Cursinho Alternativo, Andrea Capelli.

Dhoje Interior

A incerteza com relação a aplicação de vestibulares também gerou instabilidade para o Cursinho. “Iriamos ter a segunda fase da Unesp neste fim de semana e foi desmarcado sem anunciar nenhuma outra data. Isso nos afeta diretamente, pois os alunos ficam receosos de entrar em um cursinho pré-vestibular sem a certeza de que ele irá acontecer”, comentou a diretora.

De acordo com ela, o Cursinho chegou a ter mais de mil alunos no auge, mas atualmente tinha cerca de 150. Ao longo de sua história, Andrea estima que entre 10 mil e 15 mil estudantes tenham passado pelo Alternativo.

“Com certeza vai deixar saudade. Recebemos um banho de amor de ex-alunos na nossa postagem no Facebook. Mas não dá para ficar triste, vamos seguir em frente”, afirmou Andrea.

O prédio onde o Cursinho Alternativo está instalado é alugado e, segundo a diretora, algumas pendências com os funcionários estão sendo resolvidas. Andrea também afirmou que não pretende seguir na área de educação.

Cursinho Alternativo em seus primeiros anos de funcionamento

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior