Cresce número de alunos nas Fatecs oriundos da rede pública

Neste segundo semestre, aumentou o número de alunos nas Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) oriundos da rede pública. A análise dos dados do Relatório Socioeconômico, elaborado pela Fundação de Apoio à Tecnologia (FAT), responsável pelos processos seletivos do Centro Paula Souza (CPS), mostra que o crescimento foi de 14 pontos percentuais nas Fatecs e nas Etecs, de 4 pontos, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Em ambos os casos, o número ultrapassa 90%.

A Fatec Rio Preto houve também aumento de alunos provenientes da rede pública é menor do que a média estadual: o aumento foi de 3 pontos.

Dhoje Interior

Segundo o diretor da Fatec Rio Preto, Ademar Pereira dos Reis Filho, em 2019 foram 156 alunos oriundos da rede pública (78% das 200 vagas disponíveis) e em 2020 o número de alunos vindo às escolas públicas aumento para 162 (81% das 200 vagas).

 A ETEC Philadelpho Gouvêa Netto teve uma alta maior do que a média estadual segundo dados repassados pelo diretor da ETEC, Marcelo Romano Cáceres, no segundo semestre de 2019 eram 83% dos alunos vindos da rede pública o índice teve alta de 7% no mesmo período de 2020 passando para 90% dos alunos.

Pandemia – Em razão da pandemia, o modelo de seleção adotado no processo seletivo, que avaliou o histórico escolar no lugar das provas, pode ter sido um facilitador para o acesso de alunos da rede pública. A novidade influenciou algumas mudanças no perfil dos aprovados, segundo o coordenador do Ensino Médio e Técnico do CPS, Almério Melquíades de Araújo.

“A classificação pelo histórico escolar eliminou o problema da abstenção, que geralmente ocorria nos exames presenciais. A questão do deslocamento é um obstáculo, principalmente quando o candidato faz a prova em outro município”, argumenta. O índice de abstenção no processo seletivo de 2019 foi de 24,41%. Neste ano, isso não aconteceu.

Desconto – Outro ponto importante foi à redução de 37% no valor da inscrição para o processo seletivo das Etecs, que também pode ter tido impacto sobre o maior ingresso de alunos da rede pública.

Nas Fatecs, a procura pelos cursos aumentou mais de 50% passando de 62.598 (2019) para 96.109 inscritos (2020).

Por Sérgio SAMPAIO – Da Redação Jornal DHoje Interior