Covid reponde por 20% das mortes registradas em Rio Preto ano passado

Durante a live desta sexta-feira (22), a Secretaria de Saúde apresentou dados sobre o número de óbitos em São José do Rio Preto durante o ano de 2020. Foram 4.445 mortes confirmadas no ano passado, um aumento de 33% em relação à média do período entre 2017 e 2019.

Considerando que até o final de 2020 foram computados 922 mortes por Covid-19, isso significa que a doença foi responsável por uma a cada cinco fatalidades no município.

Dhoje Interior

“Esse número corresponde ao que ocorreu de diferente do município: a Covid-19. Esse número representa que quase todos óbitos em excesso foram colocados como Covid-19, porque foi o que causou, Quando falamos que Rio Preto tem 1.008 óbitos por Covid-19, é porque esses óbitos foram muito bem investigados e analisados”, afirmou a gerente da vigilância epidemiológica, Andreia Negri.

Apenas nos meses de abril e maio Rio Preto registrou uma quantidade de mortes menor do que a média dos últimos três anos. O mês de outubro foi o que mais contabilizou óbitos, com 547 fatalidades, um aumento de 99% em relação a média do período.

A Saúde ainda apresentou na live dados de outros municípios do Estado de São Paulo. Porém, os números de 2020 ainda não foram fechados em âmbito estadual e por esse motivo foi considerado apenas o período de janeiro a agosto.

Neste recorte, a cidade tem um aumento de 16,9% em relação à média no período, menor do que municípios como São Bernardo do Campo (36%), São Vicente (26%) e Guarujá (26%). Santos (16%) e Campinas (17%) ficaram no mesmo patamar que Rio Preto, enquanto que Osasco apresenta um índice menor (15%). Araraquara foi o único município apresentado que teve uma redução do número de mortes, com 30 óbitos a menos.

“A mortalidade por Covid-19 foi muito impactante em Rio Preto. Cada vida perdida por essa doença nos abala muito e a gente pensa que poderíamos melhorar. Nós do serviço de saúde temos a responsabilidade de se adequarmos para atender a todos e a população precisa colaborar com o distanciamento”, comentou Andreia.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior