Corpo de idoso com Alzheimer é encontrado carbonizado em Rio Preto

Arquivo Pessoal.

O idoso Osvaldo Ribeiro, de 69 anos, que estava desaparecido desde o dia 12 de abril em Rio Preto, foi encontrado na tarde desta segunda-feira (3) morto em uma mata de difícil acesso, próximo ao bairro Aroeira.

“Os policiais chegaram na casa da minha irmã, mostraram fotos do corpo queimado e mãos cortadas. Meu pai foi assassinado”, lamenta o filho Marcos Ribeiro.

Dhoje Interior

O corpo foi encontrado já em estado de decomposição e com sinais de violência física, como mãos, pés e parte do braço cortados.

“Jogaram o corpo do meu pai nessa mata e colocaram fogo, o rosto dele está todo carbonizado. Meu pai não tinha inimigos, não tinha boca para nada. A história está bem turva”, complementa o filho.

Osvaldo morava com a filha, irmã de Marcos, e tinha Alzheimer. No dia do desaparecimento ele teria acordado mais cedo que a filha, pegado a chave do portão e saído. Depois disso nunca mais foi visto pela família.

A família chegou a receber várias ligações de pessoas que teriam visto Osvaldo em estado de mendigo pelas ruas da cidade, mas todas as investidas de encontrá-lo foram em vão.

Até o fechamento da matéria a família ainda não havia ido ao IML (Instituto Médico Legal) fazer o reconhecimento do corpo, mas o filho adiantou que os documentos estavam ao lado do corpo no momento em que a Polícia o encontrou.

“Ainda não sabemos como vai funcionar o velório, por causa da pandemia. Estamos indo atrás destes detalhes”, finalizou Marcos.

A Polícia Civil vai investigar o caso que foi registrado como homicídio.

O DHoje noticiou por duas vezes o desaparecimento do idoso. Para relembrar, clique aqui.

Por Andressa ZAFALON