CORONAVÍRUS: Rio Preto entra em estado de emergência e registra 3º caso

(Foto: Cláudio Lahos)

O prefeito Edinho Araújo decretou, na tarde desta sexta-feira (20), estado de emergência em saúde pública em São José do Rio Preto diante da epidemia do novo coronavírus. O decreto foi publicado no Diário Oficial deste sábado (21), com isso fica permitido que o Executivo tome medidas de emergência.

O estado de emergência se caracteriza pela iminência de danos à saúde e aos serviços públicos. Atualmente, Rio Preto, tem três casos confirmados de coronavírus (COVID-19) e 60 casos suspeitos em investigação. O caso mais recente foi divulgado, nesta sexta-feira (20), trata-se de um homem de 60 anos, que apresentou sintomas de febre, tosse, dor de garganta, dificuldade de respirar e dor no corpo, no dia 10 de março.

Dhoje Interior

O paciente segue internado na UTI de um hospital particular. Segundo a Secretaria de Saúde, o paciente tem histórico de viagem recente para São Paulo. Os outros casos confirmados são de uma mulher de 28 anos e um homem de 44 anos, ambos acompanhados por quarentena domiciliar.

“Considerando que a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença, de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Fica suspensa a concessão de folgas eleitorais para os servidores da Secretaria Municipal de Saúde, da Defesa Civil e da Guarda Municipal até ulterior decisão”, conforme descrito no decreto.

O prefeito reforçou sobre a mudança das formas de trabalho entre elas o home office. “Fica estabelecido regime de teletrabalho no âmbito da administração direta e Indireta, enquanto durar a pandemia, exceto na Secretaria Municipal de Saúde, Guarda Municipal e Defesa Civil. Entende-se por teletrabalho, o serviço prestado pelo servidor, em que o mesmo desempenhe suas funções de seu domicílio, remotamente, com produtividade semelhante à presencial”.

Outra possibilidade divulgada pelo Executivo é a possibilidade de rodízio entre os servidores públicos, “forma que se mantenham garantidos a execução do serviço e o atendimento mínimo, presencial e telefônico, quando possível, enquanto durar a pandemia, exceto na Secretaria Municipal de Saúde, Guarda Municipal e Defesa Civil”.

O sistema de transporte público terá horário reduzido de funcionamento. Serão 50 ônibus a menos. “Usuários do sistema de transporte coletivo público cumprirão jornada de trabalho no horário compreendido entre 10h e 16h”.

Os servidores que registravam biometria como controle de registro de ponto receberão cartão magnético para o registro nos mesmos relógios existentes nas unidades, para se evitar o contágio da doença.

O prefeito determinou também que o Semae (Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto) que suspenda imediatamente a cobrança de tarifa de água na faixa social, de menor renda, por 90 dias.

Com a medida serão beneficiadas mais de 15 mil pessoas de baixa renda. Os cortes de água de inadimplentes também serão suspensos por 60 dias a partir de segunda-feira.

Saúde confirma 3° caso de coronavírus em Rio Preto

A prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria de Saúde confirmou o terceiro caso positivo para COVID-19, nesta sexta-feira (20). O exame foi realizado pelo laboratório do Hospital de Base.

O paciente trata-se de um homem de 60 anos. Os sintomas tiveram início em 10 de março, febre, tosse, dor de garganta, dificuldade de respirar e dor no corpo. Ele segue internado na UTI. Tem histórico de viagem recente para São Paulo.

Clique aqui e confira o Decreto 18.559 na íntegra 

Por Mariane Dias