Conselho de Saúde emite nota sobre postagem de conselheira que circula no WhatsApp

São Paulo- SP- Brasil- 17/12/2015- Por decisão judicial, as operadoras de telefonia móvel foram obrigadas a bloquear pelo período de 48 horas, em todo o Brasil, o aplicativo de troca de mensagens Whatsapp. A medida foi determinada pela 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo (SP), na tarde de ontem (16/12) e está sendo cumprida desde a 00:00 desta quinta-feira (17/12). Foto: Allan White/ Fotos Públicas

O Conselho Municipal de Saúde de Rio Preto se manifestou por meio de nota oficial nesta segunda-feira (18) sobre uma mensagem que tem circulado nos grupos de WhatsApp, atribuída a uma conselheira com informações de que a Secretária de Saúde faria a contratação de profissionais da saúde temporários sem concurso e um investimento de R$ 6 milhões em novos leitos na Santa Casa.

Confira abaixo a nota do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Antônio Fernando Araújo:

Dhoje Interior

“Tendo em vista a circulação de um texto assinado por uma conselheira municipal de saúde; sem negar a situação preocupante por que passa não só nossa cidade, mas de todo o País quanto à pandemia da Covid-19, venho a público esclarecer: as informações contidas no texto em referência foram tiradas do contexto da reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde, realizada no último dia 14, quinta feira. Na ocasião, três pautas constaram da Ordem do Dia. Duas delas referiam-se à atualização dos termos do convênio entre a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital de Base para contratação de recursos humanos para todas as instâncias da atenção à Saúde no Município.

Houve alterações no teto financeiro para suportar a necessidade da contratação de mais profissionais para o enfrentamento da Covid-19. 

Os recursos previstos compõem o teto financeiro, que pode ou não ser atingido. O que se referiu à Santa Casa foi a renovação do convênio com aquela instituição para repasse de recursos vindos do Ministério da Saúde para o financiamento dos leitos Covid. De fato passamos, como todo o mundo, por um período preocupante sendo necessário evitar aglomerações, utilizar máscara, manter a higiene das mãos e o afastamento social. Em relação ao que foi dito sobre o oxigênio, todos os hospitais e unidades da rede municipal estão suficientemente abastecidos.

O município tem uma rede de serviços organizada para o atendimento adequado para aos seus usuários. Estes esclarecimentos são feitos para conter as especulações decorrentes da divulgação do texto.

O momento é de se esclarecer da melhor maneira, sem instalar desnecessariamente o pânico entre a população”.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior