COMIDA DI BUTECO: De garçom a dono do bar, essa é a história do Bar do Pere

Henrique Azevedo Martins, o Pere.

Em 2018, Henrique Azevedo Martins, o Pere, 27 anos, resolveu tomar um rumo diferente na vida. Na época, como garçom, fazia “bicos” por bares da cidade, mesmo tendo o sonho de abrir seu próprio negócio, até o momento em que abraçou a oportunidade que bateu à sua porta, criando o Bar do Pere.

“Como já tinha experiência trabalhando como garçom, resolvi me arriscar e deu no que deu. Hoje estou até participando do Comida di Buteco, o maior concurso do Brasil em valorização dos botecos”, diz.

Dhoje Interior

Localizado na rua Doutor Jose Milton de Freitas, número 846, no bairro Higienópolis (bem pertinho, aliás, da casa dele), está o sonho materializado de Henrique.

“Estava com a ideia na cabeça de abrir um bar por já trabalhar à noite. Então surgiu esse ponto, bem perto de casa, pensei que não teria oportunidade melhor. Eu também tinha vendido um carro que tinha e investi no bar. Deu certo”, conta.

Deu tão certo que as metas de Henrique são ambiciosas. “Queremos vencer o Comida di Buteco e ser o bar mais famoso do Noroeste Paulista. Desafios temos de sobra, mas vamos vencê-los”, afirma.

Para conquistar o título, o bar vai oferecer aos clientes e jurados a “Costilla”. O petisco é feito com purê de inhame recheado com costela bovina desfiada, gratinada com parmesão. “Somos apaixonados por costela e, como tínhamos inhame aqui, então minha mãe resolveu fazer esse prato”, explica.

Da REDAÇÃO