COMER, BEBER E AFINS – Café Ruiz: grãos especiais chegam ao varejo em Rio Preto

São 30 milhões de pés de café nas 22 fazendas
As cápsulas Ruiz são de alumínio e têm
certificação ambiental

A novidade de 2021 nas prateleiras de supermercados e cafeterias vem de um armazém e torrefação de Piumhi, região da Serra da Canastra, em Minas Gerais. Trata-se do café Ruiz, com 90 anos de tradição no plantio e cultivo de café e que já se consolidou como segundo maior produtor de café do Brasil. Os grãos são cultivados em 22 fazendas da família Ruiz, que apesar de produzidos em solo mineiro e baiano tem seu DNA fixado bem próximo a Rio Preto, os Ruiz são naturais de Bálsamo/SP.

O Ruiz chega à mesa dos brasileiros em pó e cápsulas

João Ruiz Lourenço Filho, proprietário do grupo (nosso entrevistado nesta edição), disse que a iniciativa de lançar o café para o mercado interno visa oferecer cafés especiais para os brasileiros. “Priorizamos Rio Preto para o lançamento da nossa marca, mas a ideia é distribuir para todo o Brasil”, informa.

Dhoje Interior

As fazendas Ruiz produzem anualmente 200 mil sacas de café, com destino ao mercado interno e externo. É um café 100% arábica, cultivado em terrenos específicos com clima ameno e rico em sabor, acidez e aroma, que vem com notas frutadas. O barista Flávio Souza, que experimentou a marca, afirma que o café Ruiz tem notas de caramelo e amêndoas.

Há opções em
sabor intenso e
tradicional

A Ruiz Coffees chega à mesa dos brasileiros nas versões gourmet e tradicional, moído, em grãos, e também em cápsulas de alumínio, com 3 variedades de opções e compatíveis com as máquinas Nespresso. “Trata-se de um café superior. Selecionamos os micros lotes com nossos melhores grãos”, destaca João Ruiz.

O novo café já está disponível em alguns pontos de venda de Rio Preto, mas em breve estará em todos os supermercados da cidade e região.
Para saber mais sobre essa novidade ou comprar online, acesse: www.ruizcoffees.com.br

Conversa com o Produtor – João Ruiz Lourenço Filho

Ele é um dos líderes do agronegócio paulista. Com apenas 36 anos comanda um grupo que agrega 25 fazendas, sendo 22 produtoras de café. João Ruiz Lourenço Filho é a terceira geração de uma família que faz história no Brasil na produção de café. A marca Ruiz é a segunda maior produtora de grãos para exportação no país e agora está lançando o café para consumo interno. João Ruiz conversou com a coluna na sede do grupo, em Bálsamo, e conta que decidiu oferecer aos brasileiros a experiência de degustar café de boa qualidade sem gastar muito.

Comer, Beber e afins em Rio Preto – Com 90 anos no mercado, porque a família Ruiz decidiu investir no mercado consumidor brasileiro?

João Ruiz Lourenço Filho – Nossa história com café começou com meu bisavô, depois meu avô e meu pai. Chegamos num nível de produção muito grande com a commoditie de café e vendo os melhores grãos indo embora para outros países e ficar aqui no Brasil apenas a parte pior do café, eu resolvi selecionar os melhores grãos para vender aqui. Com o volume que temos, podemos fazer isso.

Comer, Beber e afins – O café Ruiz é destinado à um público de alto poder aquisitivo?

João Ruiz – Nós temos um preço acessível para vender para todo tipo de público. Temos a linha gourmet e selecionamos os melhores grãos para oferecer um café com excelente custo benefício.

Comer, Beber e afins – A marca Ruiz aparece como o segundo maior produtor de café do Brasil para exportação. Como está esse mercado, o Brasil segue como líder mundial?

João Ruiz – O Brasil é disparado como líder mundial e vai continuar por causa da dimensão do país. Produzimos neste ano 64 milhões de sacas, o segundo maior produtor é o Vietnã, com o café robusta. Lá eles produzem 30 milhões de sacas, menos da metade da nossa produção. Eu acho que a demanda vai crescer mais que a produção nos próximos anos (em nível mundial). Há um aumento de investimento na qualidade, mas não há aumento de volume de produção. O Brasil deve continuar sendo o maior produtor de café do mundo.

Comer, Beber e afins – Como você define o café Ruiz?

João Ruiz – Nosso café especial é secado em terreiro suspenso. Há todo um trabalho de pós colheita, o café não tem contato com o chão, demora 30 dias para secar. É um trabalho totalmente diferenciado para chegar nessa qualidade e na pontuação que temos. Nosso gourmet tem 89 pontos. É um café especial. O nosso tradicional é um café de 84 pontos.

Comer, Beber e afins – Vocês chegam também no mercado de cápsulas. As cápsulas Ruiz são compatíveis com a Nespresso. Esse é um mercado em ascensão?

João Ruiz – Sim, é um mercado em expansão. Temos o café em cápsulas compatíveis com as máquinas Nespresso e nosso diferencial é a certificação Rain Forest, que é um selo mundialmente conhecido que determina que o processo de produção respeita as leis sócio-ambientais e com cápsulas de alumínio reciclável.

Outback lança aperitivos para delivery

O Outback Steakhouse acaba de lançar o Mates Box, uma caixa com vários tipos de petiscos para degustar em casa. O objetivo é estimular o happy hour no conforto da sua residência com os sabores da experiência Outback. O Mates Box deve ser pedido somente via iFood ou para retirada no restaurante. “A Mates Box chega para se unir à nossa plataforma de drinks, ao nosso Growler de Chopp e a todo o nosso menu que viaja via delivery para garantir momentos especiais em casa”, diz Renata Lamarco, diretora de Marketing do Outback Brasil.

O Mates Box custa R$ 184,90 e serve 6 pessoas. A caixa vem com 15 unidades de Kookaburra Wings (coxinhas de frango empanadas em um mix de temperos Outback servidas com aipo crocante), 10 unidades de Billy Ribs (costeletas de porco regadas com o molho Billabong – um molho barbecue com toque agridoce e gergelim), Pétalas de Bloomin’ Onion (pétalas da famosa cebola gigante dourada Bloomin’ Onion) e Crispy Chips (batatas fritas em formato chips temperadas com um mix exclusivo). E para completar, o combo também acompanha os molhos Bloom, Billabong, Blue Cheese e Cheese Ranch. O produto não está disponível para consumo nos restaurantes. Em Rio Preto, o Outback Steakhouse fica no shopping Iguatemi.

Por Ellen LIMA