Com promoções, lojas esperam aumento nas vendas de Natal

Descontos entre 15 a 50%, em lojas de sapatos e roupas, devem começar a partir do 5º dia útil do mês de dezembro.

Desde 2009, o preço dos produtos de varejo para o Natal deve cair neste ano, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em Rio Preto, as lojas devem seguir essa tendência, como o caso da Aviva Calçados, do gerente Marcelo Schuindt, que deve ter de 20 a 50% de descontos em produtos como sapatos sociais, scarpin, tênis e tênis infantis.

Dhoje Interior

“A partir do dia 5, ou quinto dia útil, devem começar as promoções, que vão até o final do mês”, afirmou o gerente.

Em relação à expectativa de vendas, Schuindt foi realista com o momento econômico. “A promoção ajuda bastante e conseguimos subir em pelo menos 10% nossas vendas, mas, em relação ao ano passado, acredito que se empatarmos já estará bom”, concluiu.
Outro setor que terá descontos para o consumidor durante o mês de dezembro, visando às vendas de Natal, é o de roupas femininas, como o caso da loja Rua Brasil, do gerente Valdir Barbosa.

“Esse ano foi bem difícil. Então, agora em dezembro esperamos uma melhora. Vamos ter descontos de 15 a 20%, a partir do 5º dia útil do mês que vem”, afirmou o gerente.
Barbosa ainda disse que o perfil dos consumidores vem mudando com o passar dos anos, mas que os descontos ajudam na arrecadação da loja.

“Hoje o consumidor está mais exigente. Além do preço, ele procura um produto de qualidade. Então, o desconto ajuda a loja a vender mais e também faz com que o cliente conheça mais a loja e acabe levando outros produtos, mesmo que não estejam em promoção”, disse.

Por outro lado, Jéssica Costa, vendedora da Cacau Show, diz que a loja, muito procurada no período natalino, não fará promoções especiais, a não ser que seja necessário nos dias que antecedem o Natal.

“Nossa expectativa é maior que o ano passado para vendermos mais. Recentemente fizemos uma pesquisa de preços e os nossos se encaixam bem, porque compensamos na qualidade. Então, temos um preço médio muito bom, que atraí o consumidor”, explicou a vendedora, que ainda afirmou que os produtos mais procurados são os panetones bem-casado, a barra de chocolate e a linha de chocolate de Natal.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER