Cliente de supermercado ofende funcionária por ser negra e reclama na demora do atendimento

Uma operadora de caixa de supermercado, de 21 anos, procurou a polícia nesta sexta-feira (8), alegando ter sido vítima de injúria racial por ser negra. O autor do crime teria sido um cliente do supermercado que achou ruim a demora no atendimento.

De acordo com o Boletim de Ocorrências (BO), o cliente chegou no caixa com um produto sem código de barras e a funcionária informou que chamaria a supervisora para pegar um outro produto idêntico que estivesse com o código de barras, para então ser registrado no caixa.

Dhoje Interior

No entanto, segundo depoimento da vítima, no momento do ocorrido o supermercado estava lotado e era horário de fechamento, fatos esses que fizeram com que a supervisora demorasse para atender a demanda.

Pela demora, o cliente começou a reclamar e passou as mãos nos braços da funcionária mencionando a cor da pele e dizendo que “pessoas como você no caixa”, dando a entender que a funcionária seria incompetente pela cor da pele.

Se não bastasse, o cliente ainda disse que um “parente” da funcionária morreu o ano passado, fazendo clara menção ao crime que ocorreu, quando um homem negro foi morto nas dependências da mesma rede de supermercado.

A funcionária se sentiu ofendida, procurou a polícia e registrou o BO. A vítima também foi orientada sobre o prazo de seis meses para representar judicialmente. O caso será investigado.

Por Andressa ZAFALON