Cidades da região endurecem regras para conter covid-19

Olímpia inaugura o primeiro memorial em homenagem às vítimas da Covid do noroeste paulista

A maioria das cidades da região aderiu as medidas mais restritivas do Plano São Paulo para conter o avanço da covid-19, que entram em vigor neste sábado, dentre elas Rio Preto, Mirassol, Cedral, Guapiaçu, Monte Aprazível e Olímpia.

Na cidade de Guapiaçu, desde o início da pandemia foram registrados 1.275 casos e 36 óbitos. Nesta sexta-feira o prefeito, Jean Vetorasso (DEM) afirmou que irá seguir o Plano São Paulo do governo do estado, mas restringirá as atividades religiosas. “Seguiremos completamente o plano e restringiremos os horários das atividades religiosas, que são tidas como essenciais, em Guapiaçu determinamos o funcionamento até as 21 horas”, afirmou.

Dhoje Interior

Já na cidade de Cedral que registrou 499 casos de covid-19 e 13 óbitos desde o início da pandemia, o prefeito Paulo Ricardo Beolchi de Lucas (Cidadania), afirmou que irá seguir integralmente ao Plano São Paulo, assim como, o prefeito de Monte Aprazível, Marcio Miguel (PP). A cidade registrou até esta sexta-feira 1.235 casos e 28 óbitos.

Na cidade de Olímpia que conta com 5.003 casos confirmados e 102 óbitos, o prefeito Fernando Cunha (PSD) determinou que participantes, promotores de eventos e proprietários de imóveis alugados que promoverem festas, gerando aglomerações serão multados. Neste caso, os presentes flagrados serão multados em 10 UFESP (R$ 290,00) e os organizadores e proprietários em 100 UFESP (R$ 2.909,00). Além disso, as atuações por descumprimento serão encaminhadas para providências do Ministério Público.

Ainda de acordo com a prefeitura de Olímpia, com exceção das atividades consideradas essenciais, os estabelecimentos comerciais nas vias públicas terão os atendimentos de segunda a sexta-feira, com apenas 8 horas de funcionamento, no período compreendido entre às 8h às 17h, vedando a entrada de clientes no interior, sendo recomendável realizar os serviços por meio de delivery. Aos sábados, domingos e feriados, o atendimento será realizado somente no formato delivery.

Às galerias comerciais, alimentação em restaurantes, lanchonetes e food trucks, será permitido o sistema de compra sem sair do carro (drive thru) até as 17h e, após esse horário, somente o serviço de entrega (delivery).

Com o novo decreto, fica suspenso também o atendimento presencial nas repartições públicas municipais, exceções feitas à área da Saúde e Educação, bem como a cobrança do estacionamento rotativo (Área Azul), enquanto o município estiver na fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo.

O prefeito Edinho Araújo se antecipou ao governo do estado e endureceu as regras na última terça-feira. Durante o anúncio a gerente da vigilância Sanitária, Mirian Work justificou que apenas a ampliação de leitos não seria suficiente para reduzir os casos no município e anunciou restrições de horário para o funcionamento de diversas atividades econômicas, permitindo o atendimento ao público durante 24 horas apenas para serviços de saúde, farmácias, postos de combustíveis, lojas de conveniências e serviços de hospedagem em hotéis.

A decisão de Edinho, foi replicada em Mirassol pelo prefeito Edson Ermenegildo (PSDB) que baseou a necessidade do endurecimento das regras ao fato do município depender de disponibilidade de leitos via Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) e Diretoria Regional de Saúde (DRS-15). Em Mirassol foram confirmados 4.183 casos de covid-19, com 86 óbitos, enquanto que em Rio Preto os casos confirmados até esta sexta totalizavam 49.056 com 1.155 óbitos.

Por Thiago PASSOS