Chá é a bebida funcional mais popular do mundo

O chá é a segunda bebida mais consumida do mundo, atrás apenas da água. São consumidos anualmente cerca de  331 bilhões de litros de chá quente e 41 bilhões de litros de chá gelado, de acordo com uma pesquisa da Euromonitor. A popularidade desta bebida, que é preparada a partir das folhas da planta Camellia Sinensis, são os benefícios  à saúde, emagrecimento, aliado da concentração e até como parte de tratamento de beleza.

“O poder do chá está fortemente relacionado às altas concentrações de antioxidantes presentes em suas folhas e que são liberados no líquido após a infusão, que pode ser realizada à quente ou a frio”, pontua a sommelier de chá Fabi Calvo. Essas substâncias protegem contra doenças do coração, AVC e câncer, além de auxiliarem na redução do mau colesterol – o LDL.

Dhoje Interior

Além de mais qualidade de vida, o consumo da bebida pode conter o segredo para uma vida mais longa. De acordo com um estudo publicado no periódico científico da Sociedade Europeia de Cardiologia o consumo semanal de pelo menos 3 xícaras de chá pode acrescentar anos de vida. 

Para extrair o máximo do potencial do chá, alguns cuidados precisam ser levados em conta na hora do preparo. “O tempo ideal de infusão varia de acordo com cada qualidade de chá, branco, verde, matcha, preto, amarelo. A temperatura da água é outro ponto que exige atenção, pois também precisa ser adequada, começando em 70º para chás mais delicados como o amarelo e o branco, podendo ir até 85 ou 90º para chás escuros. Se a água for quente demais as folhas queimarão o que compromete o sabor e a qualidade da bebida”, destaca Fabi Calvo.

O chá é uma excelente opção de bebida para quem está de dieta, buscando uma vida mais saudável ou mesmo tentando eliminar alguns quilos. A bebida é naturalmente sem calorias e ainda pode ajudar a acelerar o metabolismo. O chá vermelho é o mais adequado para auxiliar no processo de emagrecimento. Pois, a cafeína, somada aos polifenóis, ajudam na diminuição da absorção de gordura potencializando a queima de gordura e perda de peso. “Além disso, é importante não adoçar a bebida com açúcar, mel ou melado, pois isso adiciona calorias e pode causar ganho de peso”, pontua a sommelier de chá.

Os chás comprados prontos em latas e garrafas podem ser armadilhas, muitas das composições vendidas no mercado apresentam adição de açúcares, adoçantes artificiais e outros ingredientes que podem comprometer a tabela nutricional do produto.

Para quem não gosta de café, ou deseja reduzir o consumo da bebida,  o chá preto e a matcha podem ser excelentes aliados. “Logo pela manhã, tomar uma xícara de chá preto ou matcha ajuda a mandar o desânimo pra longe. O consumo do Matcha, que é um pó verde bem intenso e fininho, deve ser limitado a até 3 xícaras por dia, evitando o período da tarde e da noite e não excedendo 5 xícaras diárias, pois é extremamente estimulante devido à alta concentração de cafeína”, orienta a especialista em chás Fabi Calvo.

Também existe um mito de que não se deve tomar chá antes de dormir, isso na verdade é um mal entendido, a especialista Fabi Calvo explica. “De fato, algumas variáveis, como alguns Oolongs e Matcha devem ser evitados antes de dormir por possuírem ação estimulante. Contudo, nos chás branco, amarelo e verde, as substâncias responsáveis por essa excitação estão menos presentes e não interferem no sono, podendo inclusive ser aliados no processo de relaxamento”.

(Colaborou Maria Paula de Andrade)