Centro de Hidratação para pacientes com dengue começa a funcionar

O Centro de Hidratação para atender pacientes com dengue em Rio Preto começou a funcionar nesta quarta-feira (3). O serviço foi instalado no prédio do Complexo Pró-Saúde na Avenida Philadelpho Gouveia Neto e conta com 35 leitos e tem como objetivo apoiar a rede de saúde no acompanhamento dos pacientes o controle de hemograma e hidratação.

Os atendimentos são feitos a partir do encaminhamento médico das unidades de saúde ou unidades de pronto atendimento. Dessa forma, o paciente que estiver com sintomas de dengue deve procurar primeiro atendimento em uma UBS ou UPA. O local funcionará de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Dhoje Interior

“Trata-se de uma medida preventiva, visto que pelo número de casos, se não estivéssemos vivenciando uma pandemia, conseguiríamos observar os atendidos nos serviços já existentes”, explicou a chefe do Departamento de Atenção Especializada, Diene Longui.

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde revelou que 1.126 casos de dengue foram confirmados em 2021 (805 em janeiro e 321 em fevereiro. Outros 1.376 casos estão sob investigação.

A rede particular também tem sentido o aumento dos casos de dengue. A Unimed de Rio Preto informou que entre 1° de janeiro e 18 de fevereiro, foram confirmados 358 casos de dengue e feitas 858 notificações somente no Pronto Atendimento Adulto do Complexo de Saúde Unimed, mais 48 casos confirmados e 114 notificações no Pronto Atendimento Infantil. Uma média de 60 atendimentos de casos suspeitos por dia. Isso seria o equivalente a 25% das consultas no local (com exceção dos atendimentos relacionados à Covid-19).

Para lidar com os casos, foi montada uma nova ala com capacidade para fazer 100 atendimentos por dia. “Precisamos estar preparados para garantir o melhor atendimento aos nossos beneficiários. Os números da dengue estão preocupantes, por isso decidimos nos preparar da melhor forma, com planejamento e seguindo todos os protocolos necessários, inclusive os relacionados à Covid-19”, afirmou o presidente do Conselho de administração da Unimed Rio Preto, Helencar Ignácio.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior