Casal apanha de funcionário de pesqueiro em Guapiaçu e registra queixa

Confusão em um Pesque e Pague em Guapiaçu virou caso de polícia. Um corretor de 31 anos e uma auxiliar de enfermagem de 29 anos registraram boletim de ocorrência nesta segunda-feira (8) alegando que no domingo (7) foram até um pesqueiro e em determinado momento foram abordados por um funcionário do local que acusou o casal de estar soltando os peixes, o que não é permitido.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o casal negou e alegou que uma das redes fornecidas pelo próprio pesqueiro estaria com um rasgo, por onde alguns peixes escaparam, tanto que a rede foi substituída por outro funcionário.

Dhoje Interior

As vítimas então foram reclamar com o dono do Pesque e Pague do comportamento do funcionário. Durante a pesagem pesagem dos peixes o funcionário chegou e começou a xingá-los e agredí-los com uma vara de pesca. A auxiliar de enfermagem tentou interferir, mas disse que foi empurrada pelo funcionário e caiu no chão.

O casal informou a polícia que pagou R$ 400 no pesqueiro e retornou a Rio Preto. Devido as agressões sofridas as vítimas passaram por atendimento no Hospital Austa. O caso foi registrado como injúria e lesão corporal.

Janaína PEREIRA – Redação Jornal DHoje Interior