Campanha do Procon alerta idosos sobre empréstimos não solicitados

O Procon de Rio Preto lançou nesta segunda-feira (25) a “Semana de Defesa dos Direitos da Melhor Idade”. A campanha foi motivada pelo aumento do número de idosos que começaram a prestar queixas no órgão. A maioria delas é por conta de empréstimos não solicitados.

Segundo os dados do Procon, o número de reclamações por conta desses empréstimos disparou no ano passado. Em 2019 foram apenas 18 queixas, enquanto que em 2020 o índice subiu para 146. Neste ano, o Procon soma 154 reclamações de empréstimos até o dia 30/09, já superando os números do ano passado. Ao todo, 8 bancos foram citados nas reclamações.

Dhoje Interior

“Quando dirigi o Procon em 2012 a maior parte das reclamações era de serviços, como telefonia, televisão, etc. Hoje inverteu e 50% do nosso trabalho está voltado em atender o consumidor que é lesado pelas instituições financeiras, a maior parte de empréstimos que o idoso não pede e é implantado no sistema”, explicou o diretor do Procon Rio Preto Jean Dornelas.

De acordo com Dornelas, a liberação de empréstimos por telefone provocou um aumento dessas reclamações. Ele também contou que conversou os bancos citados em maio, mas que as queixas não diminuíram, sendo necessário a abertura de um procedimento administrativo investigativo. “Quero investigar da onde vem esse furto de dados, como estão procedendo e como estão utilizando. Ainda estamos em fase investigação”, comentou.

Por conta do alto número de idosos sendo vítimas de empréstimos não solicitados, o Procon lançou a campanha para conscientizar a população. “Quando alguém envia um produto ou serviço que você não pediu é considerado amostra grátis. Isso vale para empréstimos e cartões. Quero comunicar aos idosos que se cair o dinheiro na conta por causa de empréstimo não solicitado, vem no Procon e nós vamos notificar o banco. A não ser que o banco prove que o cliente fez a solicitação, esse dinheiro vai ficar retido como amostra grátis”, comentou Dornelas.

Além da questão do empréstimo, o Procon vai conscientizar sobre a possibilidade de negociação de dívidas, por meio da normatização trazida pela Lei dos Superendividados. “A maioria dos idosos não sabe que tem o direito de renegociar essas dívidas e com a possibilidade de parcelamento em até cinco anos”, afirmou Dornelas.

O incentivo do cadastro no site “Não Me Perturbe”, evitando ligações indesejadas de telemarketing e bancos também está entre os temas abordados.

A campanha é o pontapé inicial para a criação da política municipal integrada de proteção aos direitos dos idosos nas relações de consumo. A iniciativa inclui Escola de Gestão Pública, o Procon e as secretarias de Comunicação; da Assistência Social; Direitos para Mulheres, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia e Conselho Municipal do Idoso.

O panfleto com informações a respeito dos principais cuidados nas relações de consumo será distribuído ao longo da semana e também trará esclarecimentos sobre as regras da preferência especial – idosos com mais de 80 anos tem preferência, nas filas de bancos e supermercados, em relação àqueles que têm idades entre 65 e 79 anos.

O Procon Rio Preto fica na rua Silva Jardim, 3604. Os telefones para contato são (17) 3235-6880 e (17) 99627-0528 (WhatsApp).

Bady Bassitt

O diretor do Procon de Rio Preto, Jean Dornelas, esteve presente na manhã desta segunda-feira (25) na Câmara de Bady Bassit, onde se reuniu com o diretor do Procon local, Rafael Aquati e com o presidente do legislativo, Paulo César Pereira, o Paulinho da Porcada. O objetivo da reunião foi para divulgar a “Semana de Defesa dos Direitos da Melhor Idade”.

A Câmara, através do presidente Paulinho da Porcada, se comprometeu a intermediar um diálogo com o prefeito Luiz Tobardini, para que o executivo abrace a causa e ajude na divulgação das informações, munindo os munícipes, principalmente os idosos, de orientações precisas e eficazes. O vereador Laércio Joaquim Pereira também participou da reunião.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior