Briga entre Bolsonaro e Bivar atinge PSL de Rio Preto que perde seu presidente

Paulo Bassan diz que “vida política nunca mais” e que vai “pescar e cuidar dos netos” FOTO: YGOR ANDRADE

A briga política que está dividindo o PSL na esfera nacional, acabou atingindo 32 diretórios em todo o país. Na tarde desta sexta-feira (18), o diretório de Rio Preto, que estava sob o comando do médico Paulo Bassan, está inativo, pelo menos até segunda ordem.

De acordo com informações extraoficiais o motivo teria sido a escolha de lado por parte do ex-presidente municipal da legenda. Bassan era aliado de Bolsonaro e pregava na cidade “as boas novas” do presidente do Brasil. Luciano Bivar, o presidente nacional do Partido Social Liberal é a outra ponta dessa corda que parece ser mais forte, ao menos na região de São José do Rio Preto.

Dhoje Interior

Outras informações dizem que os mais felizes com essa notícias são Marcos Casale ao lado de Junior Bozzella. Estes já estavam “a frente” do partido e devem voltar sem muita demora.

“Amigos, venho, infelizmente, lhes dar a notícia de que a nominata PSL São José do Rio Preto, está inativada por decisão do partido. Agradeço a colaboração de todos e fico feliz pelos amigos que fiz”, escreveu Bassan em um grupo de WhatsApp, comunicando sua saída aos membros do partido.

Em contato com Bassan, DHoje perguntou qual teria sido o motivo para essa derrocada, mas o médico disse apenas que não sabia. “Agora quero descansar, vou curtir os netos, pescar. Estava cansado dessa briga toda, mas felizmente fiz ótimos amigos e vamos cultivar isso”, disse o ex-presidente do PSL que garantiu: “Vida política, nunca mais”.

JEAN DORNELAS

Outro que deve ficar feliz com essa decisão é o vereador Jean Dornelas (PSL). Mesmo com o forte apoio de Bassan, Dornelas sofria com algumas oposições dentro do partido. Agora, o caminho para o vereador, segundo as fontes do DHoje estão mais fáceis “e não há a menor possibilidade dele sofrer ataques ou correr o risco de perder posto dentro do PSL”.

Por Ygor ANDRADE