Baep prende homem com drogas, armas e R$ 24 mil em dinheiro

Foto Divulgação

Policiais do Baep faziam ronda na Avenida Danilo Galeazzi em Rio Preto, nesta sexta-feira (14), quando um carro avistou a viatura e fez uma manobra brusca, como se estivesse tentando fugir dos policiais.

Por este motivo, a polícia abordou o carro que tinha como condutor um homem de 23 anos e no banco do passageiro a esposa de 22 anos. Durante revista pessoal no homem nada foi encontrado, no entanto, ao revistar o carro encontraram uma porção de maconha e 11 comprimidos de ecstasy. A esposa não foi revistada.

Dhoje Interior

O condutor do veículo informou aos policiais onde tinha comprado as drogas e chegando no local o traficante, de 27 anos, não negou nada, pelo contrário, avisou a polícia que dentro da casa dele tinha drogas, armas e dinheiro e autorizou a entrada dos oficiais.

Ao adentrar na residência, que fica no bairro São José do Rio Preto I, o traficante passou a indicar todos os locais onde estavam escondidas as drogas, arma e dinheiro.

Na cozinha, sobre o balcão, estavam dois celulares, dois rolos de plástico para embalagem, uma seladora à vácuo e a carteira do morador onde foi encontrado R$716,00 em dinheiro. No forno do fogão o próprio traficante pegou e entregou à Polícia dois tijolos de maconha tipo ‘skunk’, que é a droga mais potencializada; seis potes contendo maconha fragmentada, duas balanças de precisão, um recipiente contendo haxixe e mais duas porções de maconha embaladas individualmente.

Em cima do fogão, dentro do exaustor, tinha mais um tijolo compacto de maconha e mais 60 comprimidos de ecstasy. Na geladeira encontraram oito embalagens de THC, que também é conhecida como “maconha líquida” e atrás da geladeira, mais precisamente no motor, foi encontrado a quantia de R$ 24 mil em dinheiro que o traficante assumiu ser resultado da venda das drogas.

No quarto os policiais flagraram dentro da gaveta da cômoda, dois revólveres calibre 38, ambos municiados com seis cartuchos e mais oito cartuchos do mesmo calibre, todos intactos. Atrás do guarda roupas tinha uma espingarda calibre 28 sem marca e sem munição.

O traficante ainda confessou que vendia cada comprimido de ecstasy à R$20,00 e a maconha com valores diversos, dependendo da pesagem, mas que, na maioria das vezes, era R$100,00 cada porção.

Com o flagrante das drogas, armas e dinheiro e, ainda diante da confissão do traficante, os policiais do Baep deram voz de prisão ao homem, levando-o até a Central de Flagrantes onde o delegado de plantão manteve o autor preso em uma sela do Deic, à disposição da Justiça. Todo o material também foi apreendido.

Por Andressa ZAFALON