Atropelamento de criança envolve moto roubada e ‘penhora’ por drogas

A Polícia Civil de Rio Preto tenta esclarecer uma história nebulosa que veio à tona após o atropelamento de J.L., 8, nesta sexta-feira, no Jardim Planalto. A menina foi atingida pela moto conduzida pelo desempregado R.V.S.V., 18, morador no Renascer.

Enquanto a vítima era socorrida por uma Unidade de Resgate dos bombeiros até o HCM, a PM chegou no local e encontrou a Honda CG 150 Fan ESI, ano 2009, em uma rua paralela à avenida Alfredo Antônio de Oliveira, onde ocorreu o acidente.

Dhoje Interior

Durante pesquisa, os policiais descobriram que havia uma queixa de roubo da motocicleta, pertencente a S.A.T, registrada no último dia 15. O assalto teria ocorrido no Jardim Paraíso, em local conhecido como de compra e venda de entorpecentes.

Ao ser comunicado do encontro da moto, o filho da vítima se recusou a vir buscá-la na delegacia, o que despertou a suspeita na polícia de que a CG pode ter sido ‘penhorada’ com traficantes.

O motociclista não é habilitado e após prestar depoimento foi liberado. Ele será investigado por receptação e envolvimento com o tráfico. O jovem tem passagem por venda de drogas quando menor de idade.

A provável falsa comunicação de crime, por parte do filho da dona da motocicleta, também está sendo investigada pela polícia.

Daniele JAMMAL