2º FestFIM- Festival de Artes do Fim do Mundo abre inscrições

A Cia. Apocalíptica anunciou que as inscrições para a 2ª edição do FestFIM – Festival de Artes do Fim do Mundo já estão abertas e são feitas exclusivamente pelo site www.ciaapocaliptica.com/festfim2 até o dia 27 de janeiro.

O FestFIM teve sua primeira edição em agosto de 2020, sendo o primeiro festival de artes integradas online de São José do Rio Preto, recebendo mais de 90 inscrições e oferecendo 85 horas de programação cultural.  O festival evidenciou todo um cenário caótico de pandemia e isolamento social, além de movimentar positivamente o cenário cultural e artístico rio-pretense.

Dhoje Interior

Neste ano, o FestfiM será realizado com recursos da Lei Aldir Blanc do Governo do Estado de São Paulo e segue no formato online de 2 a 7 de março, com 100 horas de programação artística. O público terá acesso ao festival através do site da Cia. Apocalíptica (www.ciaapocaliptica.com/) e as mídias sociais YouTube, Facebook e Instagram (@cia.apocaliptica).

Os artistas e grupos que desenvolvem atividades de qualquer vertente artística no Estado de São Paulo podem inscrever seus projetos até o dia 27 de janeiro em seis modalidades diferentes:

– Gravações: Vídeos de espetáculos/Atividades na integra estreados em data anterior a realização do festival;

– Atividades Formativas: Workshops, oficinas, minicursos, debates e afins realizados uma vez por dia em formato de “reunião online” e posteriormente disponibilizado na plataforma do festival;

– “Lives” Solo: Apresentações/Atividades ao vivo, na plataforma do festival, de espetáculos/obras solos concebidos em data anterior a realização do festival;

–  “Lives” Grupo: Apresentações/Atividades ao vivo, na plataforma do festival, de espetáculos/obras em grupos concebidos em data anterior a realização do festival;

–  Estreias Solo: Obras inéditas, com a temática “Arte no Fim do Mundo”, que estrearão no festival, onde se tenha intérprete único (apresentações preferencialmente gravadas);

–  Estreias Grupos: Obras inéditas, com a temática “Arte no Fim do Mundo”, que estrearão no festival, onde se tenha mais de um intérprete (apresentações preferencialmente gravadas);

Cada artista/grupo poderá inscrever uma atividade por categoria e dessas somente uma poderá ser selecionada. Nas categorias “lives” os grupos/artistas que não são de Rio Preto deverão, no ato da inscrição, enviar um link de uma live realizada em data anterior para avaliação.

A curadoria é composta pelos artistas Jesser de Souza, ator do LUME Teatro, Juliana Calligaris, Diretora da Cia. Trilhas da Arte e Lawrence Garcia, Diretor da Cia. Apocalíptica. Ao todo, serão selecionados aproximadamente 20 projetos. Os trabalhos são remunerados e os cachês variam conforme a modalidade, podendo chegar até R$ 4.000,00.

“A primeira edição foi uma surpresa muito grande, não esperávamos que o festival tomasse a proporção que tomou. Inscrevemos o projeto no Prêmio Nelson Seixas com a ideia de fazer um festival menor, mas como tivemos muitas inscrições, crescemos o festival e quando percebemos ele já estava com 85 horas de programação contemplando 12 segmentos artísticos diferentes, hoje se tornou o maior projeto da Cia. Apocalíptica. Esse ano a ideia é ser ainda maior, contemplando todo o Estado de São Paulo e ampliando a programação para 100 horas com pelo menos 15 segmentos artísticos diferentes”, afirmou Lawrence Garcia.

No dia 31 de janeiro, será divulgada a lista com todos os selecionados para participar do FestFIM por meio de uma Live no Instagram da Cia Apocalíptica (@cia.apocaliptica). Todas as informações sobre a 2ª FestFIM estão disponíveis no link www.ciaapocaliptica.com/festfim2.

Da REDAÇÃO