Violência em família marca o fim de semana em Rio Preto

Três casos de violência entre familiares foram registrados em menos de 12 horas, em Rio Preto. As vítimas foram três idosos, com idades entre 64 e 85 anos, e uma adolescente, de 16 anos.

Na noite de sábado (08), no bairro Santo Antônio, uma mulher, de 24 anos, foi presa depois de ameaçar a própria avó, uma aposentada de 64 anos. A idosa, que foi ameaçada de morte, possui medida protetiva contra a neta.

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia foi acionada para atender uma ocorrência de ameaça da neta contra a avó. No local, os militares encontraram a mulher xingando a avó e a orientaram a ir embora.

Enquanto conversavam com a neta, a avó informou aos policiais que tinha uma medida protetiva que proibia a mulher de se aproximar a menos de 100 metros da casa da idosa. Neste momento, a neta cuspiu contra a face da avó.

Ao receber voz de prisão por descumprimento de medida protetiva e por ameaça, a mulher ofereceu resistência e passou a desacatar os policiais. Após uso de força física por parte dos militares, a mulher foi presa e levada para a Central de Flagrantes.

A acusada vai responder pelos crimes de descumprimento de medida protetiva, ameaça, desacato e resistência. Ela permanece presa, à disposição da Justiça.

Já na Vila Anchieta, um autônomo, de 37 anos, foi preso depois de agredir e ameaçar o próprio pai, um aposentado de 85 anos, e a tia, uma idosa com problemas visuais de 82 anos, na noite de sábado (08).

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia chegou no local e encontrou casal de idosos irmãos fora do imóvel, acompanhado de duas sobrinhas. Eles relataram que o suspeito chegou da rua, muito agressivo, passou xingar os aposentados e, em seguida, empurrou o pai e arrombou a porta do quarto da tia, que tem problemas visuais.

Os militares entraram no imóvel e, além da casa estar toda revirada, sentiram um forte cheiro de gás de cozinha. Foi constatado que a mangueira do botijão de gás estava danificada.

Ainda houve, por parte dos policiais, uma tentativa de conversa com o autônomo. No entanto, ao receber voz de prisão, o homem atacou os policiais.

Na confusão, o agressor teve ferimentos leves e precisou passar por atendimento na UPA, Unidade de Pronto Atendimento, do bairro Jaguaré. Ele foi medicado, liberado e preso.

O homem foi preso, sem direito a fiança, pois o delegado de plantão, Marcelo Guarnieri Parra, entendeu que ele oferece risco para a vida dos idosos.

E uma briga de namorados terminou com uma adolescente, de 16 anos, com ferimentos leves. A menor acusa o namorado, também de 16 anos, de agressão. O caso foi registrado durante a manhã de sábado (08), depois de uma festa, em Rio Preto.

A menor contou à polícia que participava de uma festa em uma chácara, na zona leste. Depois de uma briga, o namorado da adolescente a agrediu com pauladas, socos e chutes.

O caso foi encaminhado para ser investigado pela DDM, a Delegacia de Defesa da Mulher.

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS