Vigilância Ambiental promove ação contra escorpiões

Luz ultravioleta deixa escorpiões fluorescentes, facilitando a busca deles no escuro

A Secretária da Saúde de Rio Preto, por meio da vigilância ambiental, realizou uma ação de combate aos escorpiões das 19h às 21h na quarta-feira (8) e quinta-feira (9). O projeto tem como objetivo determinar a eficácia do combate químico aos escorpiões.

Durante os dois dias, 40 pessoas, entre agentes de saúde e estudantes de biologia da Unirp, visitaram domicílios para buscar escorpiões dentro dos imóveis nas duas áreas com maior infestação da cidade: Vila Flora e Parque Industrial. A estratégia para identificar o aracnídeo foi utilizar luz ultravioleta, que deixa os escorpiões fluorescentes, facilitando a busca deles no escuro. “Pedimos a colaboração da população com nossos agentes e que deixem eles entrar nas casas. É importante acabar com essa praga urbana no munícipio”, afirma Abner Alves, gerente da Vigilância Ambiental.

Na segunda etapa do projeto, no dia 22 de agosto, será aplicado inseticida nas galerias de esgoto do bairro Vila Flora. A ação irá promover o combate direto, provocando a morte dos escorpiões, e indireto, com a morte das baratas, que servem de alimento para os escorpiões. Já no Parque Industrial o produto não será aplicado. A estratégia é comparar as duas áreas após a aplicação do inseticida. O projeto continua com visitas periódicas a cada dois meses para verificar os resultados. Serão 140 dias de estudo, com término previsto para 29 de novembro.

De 2016 para 2017, Rio Preto registrou um aumento de 36% no número de acidentes com escorpiões. Até 28 de julho deste ano foram 257 casos. “Pedimos para que a população entre em contato através da ouvidoria da saúde pelo telefone 0800 770 5870. Assim, poderemos enviar um técnico para lidar com a praga”, comenta Abner.(Colaborou: Vinicius LIMA)

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS