Vereador é absolvido de acusações de favorecimento a marido de ex-assessora

Vereador sustentou no processo que houve licitação para uso do espaço (Foto: Ygor Andrade)

O vereador Francisco Júnior (DEM) foi absolvido de acusação de suposto favorecimento quando secretário de Esportes entre os anos de 2014 e 2016, pelo juiz auxiliar Marco Aurélio Gonçalves, da 1ª Vara da Fazenda.

A acusação é de que o vereador Júnior tenha favorecido a Luis Roberto Pereira, marido de uma ex-assessora, assinando uma permissão para exploração da cantina do ginásio de esportes Antonio Carlos Natalone, o que foi considerado pelo promotor Cláudio Santos de Moraes, ação irregular, que acabou pedindo a suspensão dos direitos do vereador.

Dhoje Interior

Durante o processo, Júnior e sua defesa disseram que houve uma licitação para uso do espaço público e que não participou da concorrência.

Na sentença, o vereador diz “que o fato de Pereira ser esposo de uma servidora pública não indica impropriedade administrativa” e que “é preciso uma leitura mais rígida da legalidade, sobretudo quando se pretende a condenação do indivíduo nessas penas, que, na prática, são muito mais graves do que as sanções penais”.

O DHoje tentou contato telefônico com o vereador, mas até o fechamento desta edição não houve respostas.

Por Ygor Andrade