Velho conhecido, Jorge Saran é apresentado para comandar o América

Jorge Saran, ao centro, sendo apresentado para o elenco do América, que disputa a 4ª divisão do Campeonato Paulista

A cena se repete após quase um ano. Apresentado na tarde desta quarta-feira (23), Jorge Saran, que comandou o América no ano passado, voltou ao Rubro para ser o novo treinador que estará a frente da equipe para a disputa da 4ª divisão do Campeonato Paulista. O contrato de Saran irá até o final da competição.

Substituindo ex-técnico do América, Detto Pereira, Jorge Saran falou sobre o seu retorno ao estádio Teixeirão. “Eu saí do Fernandópolis e estava em casa quando o Silval (diretor de futebol) me ligou. Eu tinha uma proposta (de Goiás) para poder sair e como estou com alguns problemas particulares eu escolhi ficar na equipe do América. E como sou muito amigo do Sinval e do Italiano (presidente), resolvi aceitar. Vim ontem à tarde e vi no Sinval essa vontade de fazer um trabalho legal. Conversei com minha família, é pertinho de casa e dei a preferência para ficar e fazer um bom trabalho. O América é um time de camisa, muito forte e quem sabe não podemos começar um trabalho novo e resgatar o América”, afirmou.

Lembrando pelos torcedores pela campanha do ano passado, quando ficou por um ponto para avançar para as fases finais da 4ª divisão, Saran lembrou do ocorrido e pensa em escrever uma nova história.

“É difícil você pegar a equipe quando já está montada e não é cara do treinador. Você tem que fazer virar sua cara, jogar do seu jeito. E essa semana o espaço é muito curto. Tem quarta, quinta e já tem jogo na sexta-feira. Mas já combinamos, conversei com o Douglas, que já vem treinando o esquema de jogo desde segunda-feira. Então, ele fará o jogo e eu ficarei na arquibancada, porque ele já está com o trabalho bem adiantado. E aquele pontinho que faltou no ano passado, queria Deus que ele possa vir esse ano, não só ele como outros e a gente alcançar o nosso objetivo”, disse.

Vindo de duas derrotas, o América ocupa a terceira colocação do Grupo 2, com 10 pontos, dentro da zona de classificação para a segunda fase. O novo treinador também analisou a equipe que terá nas mãos e não descartou a chegada de novos contratados.

“Eu acredito muito. Perdi o primeiro jogo aqui para o América e vi um time aguerrido, agressivo e depois vi o América contra o José Bonifácio e contra o Catanduva. Vi que é uma equipe que tem uma qualidade boa, mas precisamos sentar e conversar para ver quantos jogadores foram escritos, quantas vagas têm para trazer e quais posições nós vamos trazer”, finalizou.

Ainda com Jorge Saran na arquibancada, o Rubro vai até Catanduva, na próxima sexta-feira (25), para encarar o Catanduvense, no estádio Silvio Salles, a partir das 20h.

Por Marcelo Schaffauser

 

 

SEM COMENTÁRIOS