Vacinação contra gripe atinge pouco mais de 50% do público esperado

O dia nacional de mobilização da campanha de vacinação contra a gripe foi realizado, durante todo o sábado (12), nas 27 unidades de saúde e em três pontos móveis espalhados pela cidade de Rio Preto. O atendimento começou às 8h e se estendeu até às 17h e atingiu, segundo a Secretaria de Saúde, pouco mais de 50% do público esperado.

“O movimento foi tranquilo e relativamente rápido. Não tivemos nenhum registro de incidente nem de tumulto”, comentou a enfermeira e coordenadora do setor de imunização da Secretaria de Saúde, Michela Dias Barcelos.

As doses foram distribuídas aos grupos considerados prioritários, entre eles, os idosos, profissionais da saúde, gestantes, puérperas, crianças com idades entre seis meses e cinco anos, professores e portadores de doenças crônicas.

De acordo com os dados divulgados pela pasta, os profissionais da saúde foram os que mais compareceram para imunização. Cerca de 72% do público desta categoria já tomou a vacina. Em seguida, ficaram os idosos, com pouco mais de 60% da população estimada imunizada.

Já o grupo que menos compareceu, de acordo com a secretaria, foi o de professores. Apenas 23% do número esperado de profissionais foram imunizados durante todo o sábado.

Além das unidades básicas, a Secretaria Municipal de Saúde também disponibilizou três postos volantes com equipes de imunização que foram instalados em pontos estratégicos da cidade como o Mercadão, o supermercado Laranjão, da avenida Danilo Galeazzi, e hipermercado Carrefour, da rodovia Washington Luís. Houve também outras 26 equipes responsáveis pela vacinação de acamados.

No ano passado, apenas o grupo das puérperas atingiu a meta (92,41%). No grupo dos idosos e dos profissionais da saúde, a imunização foi de 83,95%, enquanto o das crianças ficou em 74,82%, e o das gestantes, em 74,42%. Para os outros grupos, o Ministério não estipula meta de vacinação.

A vacina é distribuída gratuitamente pela rede pública de saúde aos grupos considerados prioritários e protege contra os vírus da Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B.

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS