Unidades da rede estadual de ensino se preparam para início do ano letivo

Foto Divulgação

Todos os anos, a Secretaria de Estado da Educação executa um projeto de acolhimento de estudantes, no início do período letivo, nas unidades da rede de ensino. É importante frisar que, na próxima sexta-feira (1º), os 3,6 milhões de alunos retornam às aulas nas 5 mil escolas de todo o território paulista.

Assim, em 2019, as atividades serão realizadas a partir do dia 4 de fevereiro. As ações promovem o fortalecimento do vínculo entre os jovens, com rodas de conversa, visitas aos espaços e compartilhamento de experiências, entre outros. De acordo com especialistas, a iniciativa é importante para estabelecer o contato inicial com funcionários da unidade.

“O acolhimento é necessário porque cria um ambiente propício para o começo de ano, tenta fazer com que o aluno mude o entendimento da escola e perceba como ela pode contribuir com o seu projeto de vida”, avalia Helena Achilles, técnica do Departamento de Desenvolvimento Curricular e de Gestão da Educação Básica (DEGEB) da CGEB.

Prática

Vale destacar que a proposta é inspirada em uma prática já desenvolvida pelas Escolas de Tempo Integral. Além de promover a socialização, a iniciativa estimula diversas habilidades dos estudantes a partir do planejamento de cada ação.

“Os alunos ficam ansiosos para conhecer os colegas. Eles passam por treinamento e os professores também estão muito engajados para iniciar o ano letivo”, revela Osmar Francisco de Carvalho, diretor da Escola Estadual Professor Milton da Silva Rodrigues, unidade de tempo integral localizada na zona norte de São Paulo.

Para a preparação, foram feitas reuniões com integrantes de Grêmios Estudantis para colocar em prática as atividades de acolhimento. Os estudantes selecionados e formados para serem os Jovens Acolhedores conduzirão o processo nas escolas junto aos gremistas.

Fonte: Portal do Governo

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS