Unidade de Coleta de Sangue em Votuporanga estará aberta para doações neste sábado

Doações ocorrem todo primeiro sábado do mês com o objetivo de atrair mais voluntários; procedimento também é realizado às terças e quintas pela manhã
O primeiro sábado do mês é dia de doar sangue em Votuporanga. Desde a inauguração da Unidade de Coleta de Sangue, em maio deste ano, esta é a segunda vez que o espaço permanece aberto aos sábados. O objetivo da estratégia da Secretaria da Saúde é facilitar o atendimento às pessoas que desejam ser voluntárias e trabalham no decorrer da semana.

Para doar é necessário o agendamento prévio pelo (17) 3426-7530 (ramal 210) ou (17) 98179-1989, ou pessoalmente, no próprio local, anexo ao Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, (R. Antônio Galera Lopes, 2652 – Fundos).

Orientações e agendamentos podem ser realizados de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h.

Além do primeiro sábado de cada mês, as doações ocorrem toda terça e quinta-feira, das 8h às 11h, com capacidade para coletar até 40 bolsas diárias, e 50 bolsas durante o funcionamento aos sábados. No ato da doação é necessário apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo território nacional.

No esforço de aumentar a quantidade de bolsas de sangue, a unidade de coleta tem firmado parcerias com empresas e instituições, como o Senac Votuporanga, Polícia Militar, Bombeiros e funcionários do Escritório Skala e do Grupo Pacaembu.

A Unidade de Coleta funciona por meio de parceria da Prefeitura com o Hemonúcleo de Ribeirão Preto e Santa Casa de Votuporanga.

O interessado pode ser voluntário para a doação de sangue, doação de medula ou de ambos. É importante que este desejo seja explicitado no momento do cadastro.

Quem pode ser doador

Pessoas entre 18 e 69 anos podem doar sangue. Além disso, é necessário pesar acima de 50 quilos e estar bem de saúde. Mulheres podem fazer até 3 doações ao ano e os homens 4.

Caso esteja tomando algum tipo de medicação, levar o nome do medicamento e apresentá-lo na unidade.

 

Não pode doar

Não é recomendada a doação para o candidato que teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, portadores de hanseníase, malária, doença de chagas, HIV, diabetes ou câncer. Quem fez ou faz uso de drogas ilícitas ou mantém relações sexuais de risco não deve doar.

Da REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIOS