Umes festeja adiamento do Enem e espera aprovação de projeto no Senado

A Umes (União Municipal dos Estudantes Secundaristas) de Rio Preto comemorou a decisão do MEC (Ministério da Educação) de adiar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2020 em função dos impactos da pandemia do coronavírus.

Em nota, a entidade salienta que “As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais“, diz nota conjunta do MEC e do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Dhoje Interior

O cronograma inicial do MEC previa a aplicação da prova impressa nos dias 1º e 8 de novembro e a versão digital nos dias 11 e 18 de outubro.

Segundo Artur Gregolin, presidente da Umes Rio Preto, essa suspensão era realmente necessária isso porque cerca de 5 milhões de alunos estão sem aulas no país todo por conta do Covid-19.

“Muitos não têm como estudar por conta das aulas suspensas e seriam muito prejudicados caso as datas fossem mantidas”, salientou.

A Umes e outras centenas de entidades ligadas a estudantes e movimentos sociais e populares lançaram campanha que tomou conta do país #adiaenem que segundo o representante estudantil surtiu efeito.

Segundo dados do MEC mais de 3,5 milhões de estudantes se inscreveram até o momento para participar do Enem 2020. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio no site https://enem.inep.gov.br/participante

Congresso – nesta última terça-feira (19) o Senado aprovou por 75 votos a favor e apenas 1 voto contrário o projeto de lei 2623/2020 que adia o Enem enquanto durarem as medidas sanitárias emergenciais decorrentes da pandemia do novo coronavírus.

Por Sergio Sampaio