Umes adere à paralisação nacional contra corte de verbas na Educação

Última manifestação de mesmo tema aconteceu em maio (Foto: Ygor Andrade)

A Umes (União Municipal dos Estudantes Secundaristas) está a frente da paralisação da educação que acontece em âmbito nacional, nesta terça-feira (13). A pauta, segundo os organizadores, é referente ao corte de verbas na Educação e também contra o projeto Future-se, do Ministério da Educação.

Arthur Grigolin, presidente da subsede de São José do Rio Preto, disse que os responsáveis pelo movimento aguardam aproximadamente mil pessoas, nessa paralisação, marcada para começar às 18h30 em frente à Câmara Municipal.

Ainda de acordo com Grigolin, houve adesão de vários outros movimentos, como CUT (Central Única dos Trabalhadores), Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Adunesp (Associação dos Docentes da Unesp) e Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo).

“A principal pauta do movimento são os cortes na educação, além da sermos contra essa proposta do Future-se que o MEC tenta emplacar, além, claro, de protestarmos contra a Reforma da Previdência”, ressaltou Grigolin que destacou também que o movimento tem articulações da Une (União Nacional dos Estudantes), e de centros acadêmicos da Unesp (Universidade de São Paulo) e Famerp (Faculdade de Medicina de Rio Preto).

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS