Tributo para Kobe e Gianna Bryant é marcado por grandes emoções

Kobe Bryant e Gianna Bryant

A tarde de segunda-feira, 24, foi marcada por homenagens ao astro do basquete Kobe  Bryant e sua filha Gianna Bryant, que morreram tragicamente em um acidente de helicóptero no dia 26 de janeiro. No Staples Center, o Los Angeles Lakers preparou um memorial com a  participação de jogadores e ex-jogadores da NBA. O tributo também contou com o emocionante discurso da viúva e mãe, Vanessa Bryant.

Durante o discurso, Vanessa disse que Kobe foi um excelente pai para as filhas do casal.. Ela também contou que estava com o ex-jogador dos Lakers desde seus 17 anos, e como marido Kobe foi espetacular, mais do que ela poderia descrever.

Dhoje Interior

Sobre a filha, Vanessa contou que Gianna era uma alma extremamente doce e gentil, que adorava ver jogos da NBA com o pai, que a incentivava a jogar basquete, e que foi uma das sua melhores amigas. Vanessa saiu do palco as lágrimas e precisou da ajuda do Michael Jordan para conseguir descer as escadas.

Considerado o maior jogador de basquete do mundo, Michael Jordan, ficou muito emocionado ao falar do amigo Kobe Bryant. “Quando Kobe morreu, um pedaço de mim também morreu”, disse Jordan, que chorou bastante enquanto fazia seu discurso.

A data escolhida foi por causa dos números das camisas de Kobe e Gianna. Na sua passagem de quase 20 anos pelo Lakers, Kobe usou a camisa 24 além da 8, ambas aposentadas pelo time de Los Angeles. Gianna usava a camisa 2, por isso a data e foi 24/2

Grandes nomes da música se apresentaram na cerimônia. Beyoncé, que abriu as apresentações cantou “XO” E “HALO”. Outra cantora pop que subiu ao palco foi Alicia Keys tocou a “Sonata para piano 14°” Beethoven e Christina Aguilera cantou “Ave Maria”.

Foram duas horas de homenagem para Kobe Bryant, que foi cinco vezes campeão da NBA e duas vezes campeão olímpico. No encerramento foi exibido o curta-metragem “Dear Basketball” dirigido e escrito por Kobe e Glen Kean, premiado com um Oscar.

 

Por Luciano RAMOS