Três rio-pretenses têm auxílios emergenciais sacados por golpistas

Nas últimas 24 horas, a Polícia Civil de Rio Preto registrou três furtos do auxílio emergencial do governo federal por causa da pandemia do novo coronavírus. A mais recente das vítimas é um vendedor, de 21 anos, morador no Jaguaré.

A ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes nesta segunda-feira. Segundo ele, golpistas sacaram a segunda parcela no valor de R$ 600 que foi depositada na sua conta poupança.

Dhoje Interior

Depois de receber a primeira parcela do auxílio emergencial do governo federal, no valor de R$ 600, uma dona de casa, de 54 anos, moradora no bairro Solidariedade, em Rio Preto, teve a segunda cota usada por um estelionatário para pagar um boleto.

A fraude aconteceu no último dia 22, mas a vítima só descobriu nesta segunda-feira, ao procurar a agência da Caixa Econômica Federal na rua Bernardino de Campos, na Vila São Pedro.

Conforme o registro policial, a rio-pretense tem apenas conta virtual no banco.
Uma auxiliar operacional, de 39 anos, moradora na Vila Ipiranga, em Rio Preto, teve os R$ 1,2 mil do auxílio emergencial do governo federal sacado por um estelionatário.

Segundo relato da vítima na Central de Flagrantes, ao ir até sua agência na avenida Danilo Galeazzi descobriu que desconhecido havia furtado o dinheiro, tendo feito o saque em outra unidade da Caixa Econômica Federal.

O boletim de ocorrência de furto foi registrado nesta segunda-feira, mas o saque teria ocorrido às 7h42 do último sábado.

Golpes desta natureza estão se multiplicando na cidade e a polícia tenta esclarecer como as quadrilhas estão agindo.

Até o fechamento desta matéria, não havia pistas sobre a identidade de nenhum dos autores dos três golpes.

Por Daniele JAMMAL