Totens do Poupatempo devem diminuir ainda mais o tempo do cidadão

Totens poderão ser colocados em grandes centros, como shoppings, supermercados, rodoviária e aeroporto, onde o fluxo de pessoas é grande

Com a ideia de ampliar o número de totens de autoatendimento, o Poupatempo fez um chamamento para empresas, shoppings, supermercados e locais de grande fluxo de pessoas, que estejam interessados em colocar as máquinas nos locais. Os interessados terão até o dia 7 de maio para fazer a inscrição para a instalação do totem.

Em Rio Preto, segundo a assessoria de imprensa do Poupatempo, até o momento, nenhuma solicitação foi feita para implantação de totens na cidade, que já possuí três máquinas, que ficam no Poupatempo Rio Preto, no Centro.

Administrador da unidade rio-pretense, José Américo Pontes, acredita que locais de grande acesso terão o interesse. “Acredito que aqui em Rio Preto, por exemplo, o shopping Cidade Norte é uma primeira opção onde podemos incentivar, assim como o Poupatempo da saúde, a rodoviária, os outros shoppings, ou seja, levar para locais onde tem um número grande de pessoas”, afirmou.

Segundo Pontes, 90% dos agendamentos em Rio Preto são feitos por meio dos totens. “O agendamento pode ser feito através do portal, do aplicativo ou do facebook, que depende do cidadão ter um sinal a internet ou um computador. Então, o totem gera essa disponibilidade de oferecer o agendamento de RG, 1ª e 2ª via, a renovação de CNH e 2ª via, carteira de trabalho, seguro desemprego e cadastro de emprego, além do atestado de antecedentes criminais, que, caso o usuário não tenha nenhuma restrição, já é impresso na hora”, explicou o administrador da unidade.

Também, em breve, além dos serviços atuais, os totens deverão fazer os serviços do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no Poupatempo do Centro. Segundo Pontes, as conversas para a implantação dos serviços já começaram.

O objetivo, de acordo com ele, é tentar diminuir ainda mais o tempo de execução dos serviços para as pessoas. “São serviços que agilizam o tempo do cidadão. Uma forma dos serviços do Estado se aproximarem mais dos cidadãos. O agendamento organiza a vida do cidadão e também faz com melhore o nosso serviço. Se ele faz um agendamento nós estamos programados para atender”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS