Todo cuidado é bom na hora de publicar nas redes sociais

Uma publicação errada pode custar uma vaga de emprego ou gerar uma demissão. (Foto Claudio Lahos)

As empresas ficam atentas às redes sociais dos candidatos a uma vaga. Thaís Pagliari, consultora de Recursos Humanos, comenta que as informações publicadas podem servir, muitas vezes, como critério de desempate em uma possível contratação

Hoje em dia, com um número significativo de redes sociais, as pessoas encontraram um novo meio de expressar as suas opiniões, compartilhar fotos e se relacionar com as pessoas. Nesse contexto, o excesso de publicações tem aumentado à exposição. De acordo com especialistas, não existe problema em externar os pontos de vistas ou dividir as alegrias, mas isso deve ser feito com cautela, pois uma publicação errada pode comprometer a imagem de uma pessoa. Hoje, por exemplo, as empresas estão atentas às redes sociais de candidatos e de funcionários. Uma publicação errada pode levar a uma demissão ou dificultar a entrada no mercado de trabalho.

As empresas ficam atentas às redes sociais dos candidatos a uma vaga. Thaís Pagliari, consultora de Recursos Humanos, comenta que as informações publicadas podem servir, muitas vezes, como critério de desempate em uma possível contratação. “Nos processos seletivos hoje, às vezes, o empregador tem dois candidatos para entrevista. Os dois têm competências técnicas e habilidades. Nesse caso, ele usa as redes sociais para tirar a dúvida. Olha o perfil da pessoa e ver se o perfil dela se encaixa com o da empresa. Muitas vezes, é por meio das redes sociais que são feitas as distinções entre os candidatos”, comenta.

Os empregados também devem ficar atentos às publicações, pois mensagens erradas pode gerar uma demissão. Isso acontece, pois a empresa tem uma imagem para zelar. “Os Rhs das empresas ficam atentos. Nós somos empresa dentro e fora. Tudo que nós fazemos fora da empresa, reflete na imagem dela. Se você faz alguma coisa que é contra o principio da empresa isso vai respingar nela, por isso elas ficam atentas as redes sociais dos funcionários”, diz.

Thais comenta que não é proibido realizar da publicação nas redes sociais. É natural a vontade de dividir emoções e momentos com os outros, mas isso precisa ser bem pensando. Manifestações preconceituosas, fotos comprometedoras, críticas à empresa onde trabalha ou manifestações políticas muito radicais devem ser evitadas. “Eu falo que a dica é pensar antes de postar. Se você tem dúvida, não poste. Você pode postar, pois a rede social é uma coisa sua, onde tem os seus amigos, de compartilhar opiniões e alegrias, mas precisa fazer isso com cautela”, enfatiza.

Até aqui foram abordadas os riscos das publicações, mas o que deve ser evitado na hora de publicar? Pagliari tem a resposta. Para não ter problemas é melhor evitar: fotos ou textos provocativos ou inadequados; reclamar de ex-colegas ou da empresa que trabalha ou já trabalhou; mostrar baixa habilidade de comunicação, apelando para xingamentos e ofensas; manter postagens com conteúdo de discriminação; postagens contando os dias para acabar a semana de trabalho e agradecendo por ser sexta-feira; compartilhar informações confidenciais do emprego atual e dos anteriores; falar em nome da empresa nas publicações; usar e chamar os outros por apelidos não profissionais; fazer apologia ao uso de drogas ilícitas e superexposição nas redes sociais, com postagens frequentes. Essas são alguns das dicas para evitar problemas com as redes sociais. Conteúdo especial: Leandro BRITO

 

Da REPORTAGEM