Ter horta em casa é fácil e oferece benefícios à saúde

A Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, orienta e incentiva a população a cultivar sua própria horta. O plantio, o preparo e os cuidados não são difíceis, mas algumas dicas são essenciais para mantê-la saudável e oferecer benefícios a quem a utiliza.

O primeiro passo é a escolha do recipiente para o cultivo da horta, que pode ser um vaso ou qualquer reciclável que tenha em casa, como uma garrafa pet, xícaras, latas, balde, pneus e cano de PVC. É importante, sempre, fazer um furo no fundo para o escoamento da água.

Ao comprar os produtos para a horta, como sementes, mudas e a terra, o interessado deve dar preferência a empresas conhecidas e, se possível, buscar aconselhamento com pessoas da área, como os viveiristas. O repelente contra insetos também pode ser feito em casa.

“O adubo deve ser usado com moderação e – sempre que possível – ser orgânico e livre de contaminações. Ao comprar a terra, também recomendamos escolher uma já preparada”, orienta o engenheiro agrônomo Mário Meirelles dos Santos Neto, que trabalha no Viveiro de Mudas da Prefeitura.

Segundo ele, a horta feita em casa colabora para uma boa alimentação, inclusive para as crianças, que passam a se interessar mais por hortaliças e verduras. “Quando você diz que o alimento foi cultivado em casa, que eles mesmos podem plantar, eles querem experimentar”, diz o engenheiro.

Além disso, a horta oferece sensação de frescor, por ter os alimentos colhidos na hora, mantendo seus nutrientes por mais tempo, não tem defensivos agrícolas, gera economia em casa e, por fim, atua como uma terapia ocupacional em crianças, adultos e idosos.

 

Passo a passo

Como explicado, materiais recicláveis podem ser ótimos recipientes para a horta feita em casa. Uma boa opção são as garrafas pet, que podem ser utilizadas vertical ou horizontalmente (depende do tipo de produto a ser cultivado – para alfaces e rúculas, o melhor é utilizar a garrafa na horizontal).

Faça furos na base na garrafa, para escoar a água, e nas laterais, por onde vai passar o barbante para prender o recipiente. A garrafa também pode ser afixada diretamente na parede, com pequenos pregos.

Na parte superior, espalhe a terra preparada até a metade do vaso e faça o plantio da muda ou sementes. Coloque um pouco mais de terra. Por pelo menos dois dias, evite o sol direto. Regue sempre que necessário, mas com cuidado para não encharcar. A colheita pode ser feita, em média, após 30 dias.

Da REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIOS