Sono ruim pode gerar ganho de peso

Um estudo realizado pela Royal Philips revelou que sete em cada dez brasileiros sofrem com doenças relacionadas ao sono. Em meio às diversas consequências da pandemia de Covid-19 na saúde das pessoas, os problemas relacionados ao sono chamam a atenção da comunidade médica, pois podem desencadear desordens mais graves e fatais.

De acordo com o otorrinolaringologista Braz Nicodemo Neto, uma das consequências do sono ruim é o ganho de peso “O paciente que dorme mal apresenta cansaço e sedentarismo ao longo do dia. Associado a um quadro de ansiedade e estresse, este estado pode levar a um ganho de peso e, consequentemente, piorar ainda mais a qualidade do sono”, ressalta.

Dhoje Interior

O especialista explica que o sono ruim afeta principalmente a produção de dois hormônios relacionados à obesidade: leptina e grelina. Enquanto o primeiro promove uma sensação de saciedade, reduz o apetite e aumenta o gasto energético, o segundo reduz a sensação de saciedade, fazendo com que o indivíduo sinta mais fome.

Outro problema relacionado ao sono são os roncos e a apneia. “Sempre que a pessoa apresentar esses problemas deve procurar um médico. O ronco ocorre devido ao estreitamento vias respiratórias, onde ao passar de um local mais estreito para um mais amplo acaba acontecendo o barulho. Já a apneia é mais relacionada à falta de ar durante o sono. As pessoas com essas doenças podem até correr o risco de um infarto”, afirmou o otorrinolaringologista Waldecir Veni Sacchetin.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior