Sobe o número de internados com suspeita de coronavírus

BORIM - Secretário de Saúde atualizou o boletim epidemiológico ontem

Em apenas um dia, o número de pacientes internados com suspeita de coronavírus (COVID-19) saltou de 31 para 48 pacientes, em Rio Preto. Atualmente, são 219 notificações, o número de confirmados subiu para nove.

O nono caso trata-se de uma mulher de 79 anos. Ela foi internada no dia 23 de março. Segundo a Secretaria de Saúde, a paciente apresenta comorbidade, o estado de saúde é estável. Já investigados são 183 casos e 28 casos foram descartados.

Dhoje Interior

Segundo o secretário de Saúde, Aldenis Borim, dos 48 pacientes internados, dois são positivos e os demais ainda estão em investigação. “Desses internados nós temos 15 deles em UTIs, nós temos uma avaliação por idade que é menor de seis meses são cinco pacientes, de seis a quatro anos são quatro pacientes, de cinco a 19 anos são quinze pacientes, de 20 a 59 anos são sete pacientes, de 60 a 79 anos são nove pacientes e acima de 80 oito pacientes”, disse Borim.

Segundo a Saúde, Rio Preto possui, aproximadamente, 200 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para internação de pacientes com casos positivos de COVID-19.

CIRURGIAS CANCELADAS

A pasta definiu o cancelamento de cirurgias eletivas. “Vendo esses casos crescendo na cidade, saindo 43 notificações em apenas um dia. Aquilo que vínhamos adiando para não acontecer nós decidimos suspender as cirurgias eletivas, para que esses leitos que são viabilizados a cirurgias que podem aguardar, venham ser utilizados para os pacientes acometidos pela síndrome gripal. O médico assistente que vai avaliar a necessidade de se fazer a cirurgia naquele momento ou não. Não queremos radicalizar e dizer não opera nenhuma eletiva, queremos apenas orientar as eletivas que puderem se adiadas”, disse Borim.

O secretário acrescentou ainda que “haverá suspensão também de consultas eletivas, consultas de rotina, consultas que o paciente não vem a sofrer consequências importantes, quem vai definir será o médico. A suspensão se faz somente aos pacientes que naquele momento não necessitam da consulta”.

O disk-coronavírus atendeu, em três dias, 700 ligações. “70% deles foram resolvidos pelo 0800 e apenas 30% deles que tiveram que ser encaminhados para uma UBS ou uma UPA. Isso é importante porque essas pessoas teriam ido até as unidades. Então o objetivo está sendo atingido com esse telefone. Passaremos de seis para doze ramais para melhorar o atendimento para a população”, afirmou o secretário.

UNIVERSIDADES

Borim disse ainda sobre a parceria entre entidades para agilizar os diagnósticos de coronavírus. “Houve uma parceria entre a Funfarme, a Famerp e a Unesp na realização para confirmação do COVID-19. Essa parceria é fundamental para ser mais ágil em fazer o maior número de exames para aqueles pacientes que precisarem, ou seja, os pacientes graves, os pacientes internados, esses tipos de pacientes nós não iremos esperar duas semanas para saber se pode ser dado o isolamento ou não, pretendemos com isso agilizar o processo”.

Por Mariane Dias