Sistema de Monitoramento impede que queimada se espalhe em área do antigo IPA

Queimada na região do IPAFoto: Ivan Feitosa/Pref. Rio Preto.

O Sistema de Monitoramento da Guarda Civil Municipal (GCM) impediu que uma queimada na região do antigo Instituto Penal Agrícola (IPA) se alastrasse, no início da tarde desta terça-feira, dia 17, em Rio Preto.

O fogo começou por volta das 12h em uma área que fica às margens da avenida Abelardo Menezes.  O incêndio só foi apagado após três horas de um trabalho conjunto entre o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Ambiental, Semae e a Secretaria de Agricultura de Rio Preto.

Foram usados dois caminhões pipa, dois tratores e cerca de 15 agentes para controlar as chamas. A fumaça atrapalhou a visão de motoristas que passavam pela avenida. A queimada destruiu 10 mil metros quadrados da área.

A Defesa Civil suspeita de que a queimada tenha começado de forma criminosa. De acordo com o coordenador de ações preventivas, Márcio Albuquerque, o fogo que se inicia próximo a uma via, na maioria das vezes, está associada a uma bituca acessa atirada pela janela de um carro ou fogo usado para limpeza de terrenos.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS