Sincomércio reivindica que lojas fiquem abertas por seis horas

Presidente do Sincomércio Ricardo Arrouo crítica fase 2 foto_arquivo Dhoje

O Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto) criticou a decisão da prefeitura de Rio Preto de seguir o decreto estadual e permitir que as lojas e o comércio funcionem apenas 4 horas a partir da próxima segunda-feira (1º).

Segundo Ricardo Arroyo, presidente do sindicato, que defende que as lojas possam ficar abertas no mínimo 6 horas pretender buscar na justiça essa possiblidade. Isso porque segundo ele este tempo reduzido não ira cobrir os custos que os lojistas terão.

Dhoje Interior

Apesar destes por menores Arroyo acredita que todos irão reabrir na segunda, pois precisam de vendas. “Eles (lojistas) já estão sem fôlego, mas o custo vai ser muito alto”, salientou o sindicalista.

Segundo dados do Sincomércio somente na área central (Calçadão) são aproximadamente 480 lojas e em toda a cidade 16 mil.

Por Sérgio SAMPAIO