Sesc Rio Preto realiza abertura da exposição ‘Pai dos Burros’ nesta terça, dia 16

Batizada com uma expressão popular que define “dicionário”, a exposição “Pai dos Burros” será aberta nesta terça, 16/01, a partir das 20h, no Sesc Rio Preto. O projeto é da artista plástica Teresa Berlinck e do radioartista Julio de Paula, com curadoria de Maria Catarina Duncan.

 A mostra reúne 400 desenhos e uma peça sonora que revisitam e recriam o Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo, cuja primeira edição é de 1954, contrapondo-o à memória contemporânea e à internet.

 Na abertura, os artistas apresentarão seus trabalhos de desenho e som que compõem a mostra, durante bate-papo com a curadora. Eles falarão sobre seus processos de criação e desenvolvimento de projeto, além de contarem um pouco sobre a obra de Luís da Câmara Cascudo.

 O Dicionário do Folclore Brasileiro é um compêndio da cultura popular que reúne milhares de verbetes descritivos de usos, mitos, crenças, gêneros musicais, danças, festas, comidas e bebidas, e outros itens da cultura popular brasileira.

Uma edição de 1962 do Dicionário serve de mote e suporte aos desenhos de Teresa Berlinck. Ela pesquisou no Google Imagens os verbetes do topo de cada uma das 400 páginas da obra para encontrar as imagens que recria sobre as folhas soltas do livro com nanquim, a pincel e bico de pena.

Na mostra, o repertório da tradição oral é transportado para a linguagem dos sons por Julio de Paula, que é pesquisador da cultura popular. Ele parte de verbetes para criar uma peça sonora que se justapõe aos desenhos. Cerca de 50 fragmentos poético-musicais articulam formas e fontes diversas.

A exposição fica na Área de Convivência do Sesc Rio Preto até 29 de abril. A visitação é gratuita, e pode ser feita a partir do dia 17 de janeiro, de terça a sexta, das 13h30 às 21h30, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30. É possível ouvir os verbetes sonoros em soundcloud.com/paidosburros.

 Teresa Berlinck trabalha com sistemas de referência, desordenando narrativas e construindo associações entre memória e história. Transita entre desenho, escultura, instalação, livro e performance. É graduada em artes plásticas pela FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) e possui mestrado em Produção, Teoria e Crítica em Artes Visuais pela Faculdade Santa Marcelina.

 Julio de Paula tem o meio sonoro como forma de expressão e experimentação. Opera com mecanismos de documentação, em especial da cultura tradicional. É diretor de programas da Rádio Cultura FM (São Paulo). Em sua pesquisa, busca um ponto de contato entre o rádio e as outras artes.

 Maria Catarina Duncan é formada em Culturas Visuais e História da Arte pela Goldsmiths College, University of London. Foi pesquisadora para a exposição “Lastro em Campo – percursos ancestrais e cotidianos” no Sesc Consolação (2016); assistente de curadoria na 32ª Bienal de São Paulo e na exposição “Terra Comunal – Marina Abramovic” no Sesc Pompeia (2014-2015), e outras.

Oficina

Também faz parte da programação de janeiro a oficina “Ferramentas para Desenhar em Nanquim”, sábado, dia 20/01, com o artista plástico Ulysses Boscolo. A oficina abordará a construção de ferramentas artesanais usadas para desenhar e escrever em suportes de papel como bico de pena de bambu, galhos de árvores e pedras, além de pincéis feitos com lascas de madeira.

Ulysses Boscolo estudou artes plásticas na FAAP e cursou o Programa de Mestrado em Poéticas Visuais pela USP. Apaixonado pelos livros e seus desdobramentos na arte contemporânea, trabalha essencialmente com xilogravura, gravura em metal e ilustrações em nanquim, com destaque para o livro “Os Irmãos Karamazov”, de Dostoiévski, pela Ed 34.

A oficina será das 14h às 17h, no Espaço Tecnologias e Artes. São 20 vagas e as inscrições podem ser feitas pelo portal sescsp.org.br/riopreto ou na Central de Atendimento. Ao longo do período expositivo, outras atividades paralelas serão desenvolvidas.

 

Programação completa:

 Pai dos Burros

De Teresa Berlinck e Julio de Paula. Curadoria: Maria Catarina Duncan.

A exposição reúne 400 desenhos e uma peça sonora que revisitam e recriam o Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo, contrapondo-o à memória contemporânea e à internet. Ouça os verbetes sonoros em: soundcloud.com/paidosburros.

Abertura

Dia 16, terça, às 20h, na Área de Convivência.

Grátis.

Visitação

De 17/01 a 29/04, terça a sexta, 13h30 às 21h30. Sábado, domingo e feriado, 10h às 18h30h, na Área de Convivência.

Grátis.

Link de fotos e vídeo: https://we.tl/Wp3NQ1uPTo

 

 Bate-papo

Por dentro de Pai dos Burros 

Com Teresa Berlinck, Julio de Paula e Maria Catarina Duncan.

Os artistas Teresa Berlinck e Julio de Paula apresentam seus trabalhos de desenho e som que compõem a instalação ‘Pai dos Burros’. Em conversa com a curadora Maria Catarina Duncan, os artistas falam sobre seus processos de criação e desenvolvimento de projeto além de contar um pouco sobre a obra de Luís da Câmara Cascudo.

Dia 16, terça, às 20h, na Área de Convivência.
Grátis.

 

oficina

Ferramentas para Desenhar em Nanquim 
Com Ulysses Boscolo, artista plástico.

A oficina abordará a construção de ferramentas artesanais usadas para desenhar e escrever em suportes de papel como bico de pena de bambu, galhos de árvores e pedras, além de pincéis feitos com lascas de madeira. Os participantes deverão trazer três ou quatro galhos e alguns talos de bambu para a confecção do seu próprio bico de pena. Demais materiais inclusos. Inscreva-se em sescsp.org.br/riopreto ou na Central de Atendimento.

Dia 20, sábado, 14h às 17h, no Espaço Tecnologias e Artes.

20 vagas.
Grátis.

 

Da Redação

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS