Servidores municipais de Rio Preto terão reajuste de 3%

reajuste - Também foram corrigidos os valores do auxílio saúde e do auxílio alimentação

Em reunião realizada nesta quarta-feira (28), com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos, ficou acordado um reajuste de 3% no salário dos servidores municipais, que ainda precisa ser aprovado na Câmara.

De acordo com o prefeito Edinho Araújo o reajuste corrige a inflação registrada no ano passado que foi de aproximadamente 2,95%. Além disso, o prefeito também aceitou a proposta dos servidores de corrigir o valor do auxílio saúde em 14%.

Outro destaque da pauta, que é uma reivindicação antiga dos servidores, é a correção do valor do auxílio alimentação. O benefício passará dos atuais R$ 123,50 para R$ 150,00, com possibilidade de alcançar até R$ 300,00 para os servidores ativos em efetivo exercício.
“Para sermos mais justos com os servidores que não faltam criamos esse bônus no vale alimentação. O servidor que não faltar, não apresentar atestado e não tiver mais de 59 minutos de atraso por mês vai receber R$ 150 a mais no vale alimentação”, afirmou o secretário de Administração, Luis Roberto Thiesi.

Além de Thiesi participaram da reunião os secretários de Governo, Jair Moretti, da Fazenda, Angelo Bevilacqua, e de Planejamento, Israel Cestari.

A presidente do sindicato dos servidores, Sanny Lima, que estava acompanhada do vice-presidente, Celso Barreiro, da diretora, Celi Regina da Cruz e do tesoureiro Carlos Henrique, afirmou que as propostas foram aprovadas pelos servidores em assembleia realizada na última terça-feira, dia 27.

“É bom saber que o diálogo está aberto e que podemos contar com o prefeito. Precisamos valorizar o trabalho dos servidores que são a base da administração. Vamos continuar conversando para melhorar cada vez mais”, afirmou a presidente.

O prefeito Edinho garantiu a continuidade do diálogo. “Vamos manter sempre esse canal aberto. Sei que o reajuste não é o merecido, mas é o possível para o momento econômico”, afirmou o prefeito.

 

Da REDAÇÃO