Serviço de castração tem muitas faltas

Primeiro dia de atendimento no Pinheiro novamente teve alto índice de faltas

O primeiro dia de castração em massa promovido no Pinheirinho, ontem, registrou um alto índice de abstenção. Foram 106 faltas de pessoas que tinham agendado o serviço mas não foram levar seu animais.

“Tivemos quase 50% de faltas neste primeiro dia de ação. É um número muito alto para uma ação tão importante. Agendamos todas as cirurgias desde a semana passada e toda a equipe está preparada para atender todos os animais agendados. Ao faltar, o munícipe tira o lugar de outra pessoa que está aguardando”, lamenta Karol Prado, diretora do Dibea.
Ontem o serviço atendeu 146 animais, sendo 89 cães e 57 gatos. A ação, realizada pela Prefeitura de Rio Preto continua até domingo, dia 11, das 8h às 15h.

Dhoje Interior

Além de serem castrados, os animais também recebem microchip, que permite a identificação dos responsáveis. A previsão é de que 1,2 mil animais sejam castrados até domingo. Caso haja dúvidas quanto ao horário ou sobre a castração, o munícipe cadastrado pode ligar nos telefones (17) 99602-1457 ou (17) 99615-8831.

Na primeira etapa da castração em massa – para cães e gatos que vivem nas áreas de abrangência do Nova Esperança e Santo Antônio – foi realizada nos dias 8 a 13 de setembro, com 1.006 animais castrados, sendo 665 cães e 341 gatos. A ação contabilizou 194 faltas, ou seja, 19,2% dos animais cadastrados não foram castrados porque os responsáveis não compareceram no dia agendado.

Para realizar a castração em massa, a Diretoria do Bem-Estar Animal organizou uma lista de cadastros no mês de julho para os interessados residentes das áreas escolhidas. Foram 2.883 cadastros recebidos. O investimento para a ação é de R$ 638 mil, com recursos do município.

Da REDAÇÃO