Semana deve permanecer chuvosa com previsão de tempestade e granizo

Foto Cláudio Lahos

As altas temperaturas e o calor excessivo deram uma trégua em Rio Preto nesta terça-feira (12). O dia já amanheceu mais fresco, pois teve chuvas curtas em algumas partes da
cidade durante a madrugada.

No entanto, foi no final da tarde que o tempo ficou mais ameno, depois de uma chuva com
maior intensidade. Segundo a previsão do tempo, os próximos dias na cidade teve permanecer chuvoso.

De acordo com Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, entre hoje e quinta-
feira (14), existem avisos meteorológicos para a região de Rio Preto, com possiblidade de
tempestade com raios, vendaval, chuvas intensas e granizo.

A quarta-feira (13) pode amanhecer chuvosa. Ao longo do dia, pode haver variações de nuvens e pancadas de chuva localizadas, que têm a chance de ser fortes e vir acompanhadas de trovoadas em qualquer hora do dia. A probabilidade de chuva deve ficar em torno de 80% e a temperatura variar de 19 e 28 graus.

Na quinta-feira (14), também tem previsão de chuva, mas diferente de hoje deve se
concentrar na parte da tarde. A pancada de chuva pode ser forte e vir acompanhada de
trovoadas. A chance de chuva permanece em 80%. A temperatura máxima deve ficar em torno de 31 graus e a mínima de 18.

A sexta-feira (15) segue chuvosa. As pancadas de chuva localizadas podem ser fortes e
vir acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia. A probabilidade de chuva permanece em 80%, e a temperatura pode variar entre 21 e 29 graus. Segundo a previsão, a tempo no sábado (16) não deve ser diferente da sexta-feira. Existe a
probabilidade de chuva ao longo do dia, com possiblidade de trovada em qualquer momento do dia. A temperatura máxima deve ficar em 26 graus e a mínima em 21.

Já no domingo (17), a chuva deve aparecer novamente, mas desta vez pode ficar concentrada no período da tarde. Pancadas de chuva fortes podem vir acompanhadas
de trovoadas. A temperatura deve ficar entorno de 21 e 29 graus, e a probabilidade
de chuva continua em 80%. Fonte: Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos

 

Por Leandro BRITO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS