Semae pede para que a população pague em dia

A determinação do prefeito de Rio Peto Edinho Araújo (MDB) de suspender a cobrança da conta de água por 90 dias para cidadãos de baixa renda ainda não gerou impacto financeiro no Semae (Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto). No entanto, o órgão reforçou a importância daqueles que têm condições financeiras de pagar em dia.

“Saneamento básico é essencial para garantir a saúde e qualidade de vida das pessoas. Estamos vivendo uma pandemia causada por um vírus. O papel do Semae é garantir água tratada e clorada para combater a doença, bem como fazer a coleta e o tratamento do esgoto. Esse serviço tem um custo e não pode parar. Para isso, é fundamental que as pessoas paguem a conta em dia. É o pagamento da tarifa que faz o serviço funcionar ajudando a salvar vidas”, afirmou o superintendente do Semae, Nicanor Batista Júnior.

Dhoje Interior

De acordo com a autarquia, a arrecadação ainda está dentro da normalidade. Após o encerramento do mês de abril, será feito um balanço.

A suspensão começou a valer no dia 1° de abril e está beneficiando mais de 15 mil rio-pretenses, cuja renda por pessoa na residência seja de até meio salário mínimo, limitada uma renda familiar de até três salários mínimos.

O prefeito também determinou a suspensão do corte no fornecimento de água tratada para as pessoas em situação de inadimplência. A medida é para que todos os moradores consigam manter os cuidados básicos para evitar coronavírus, como lavar as mãos com água e sabão.

Por Vinicius LIMA