Semae cria serviço de comunicação via celular

CAdastro - Usuários podem enviar um SMS para o número 26510, escrevendo a palavra Semae e o código de cadastro

Autarquia lança serviço via celular para usuários receberem informações sobre contas, tarifas, serviços de água e esgoto, falta de água em decorrência de manutenções de rede ou limpeza de reservatórios dos bairros e dicas de economia.

Lançado no final do mês passado, o serviço de SMS oferecido pelo Semae – Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto de Rio Preto, como novo canal de comunicação com os usuários, já está a todo o vapor.

Segundo a autarquia, o programa vai funcionar para que os consumidores possam receber informações por SMS sobre a conta, tarifas, serviço de água e esgoto, falta de água em decorrência de manutenções de rede ou limpeza dos reservatórios dos bairros e dicas de economia.

O objetivo do envio de informações por SMS, de acordo com o Semae, é fazer a informação chegar de forma segura e mais rápida, ou até em tempo real para o consumidor.
Atualmente, quando é preciso fazer manutenções na rede ou limpeza dos reservatórios dos bairros, a comunicação é feita, na maioria das vezes, via carro de som. O veículo passa nas ruas do bairro na véspera do dia da manutenção. Acontece que muitas pessoas não estão em casa e ficam sem acesso à informação.

Para receber o SMS não é preciso ter smartphone, nem plano de internet no celular. Qualquer aparelho vai estar apto a receber o SMS. Quem já tiver o número do celular cadastrado no SEMAE receberá uma mensagem para responder SIM e habilitar o número para receber as informações. O usuário também pode enviar um SMS para o número 26510 para se cadastrar. Basta enviar a palavra SEMAE e o código de cadastro que fica localizado no canto superior direito de sua conta.

A ferramenta SMS foi escolhida por ser muito rápida e com baixo custo. São apenas R$ 0,03 por mensagem, bem mais em conta que os R$ 11,85 de uma correspondência com aviso de recebimento. O custo do SMS não será repassado para o usuário do Semae.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS